Política

Oposição aprova 'por engano' moção de repúdio ao STF

[Oposição aprova 'por engano' moção de repúdio ao STF]
24 de Outubro de 2013 às 13:09 Por: Divulgação Por: Redação Bocão News (Twitter: @bocaonews)

Após quase um ano aguardando por apreciação no plenário da Casa, o vereador Joceval Rodrigues (PPS) emplacou a moção de repúdio ao Supremo Tribunal Federal (STF), que aprovou a autorização para aborto de bebês anencéfalos. Motivo de discórdia há tempos na Câmara, o projeto passou despercebido dos vereadores que estavam na sessão. Momentos depois, Joceval celebrava. “Foi aprovado por unanimidade um antigo pleito nosso”, vibrou o vereador. Na última legislatura, a moção chegou a ser usada como justificativa para adiar a apreciação das contas do ex-prefeito João Henrique. Ontem, passou sem tensão. “Não tenho culpa se os vereadores votaram sem ler os projetos”, provocou o vereador.


Diante da informação que a moção de repúdio foi aprovada – por unanimidade –, os vereadores da oposição ficaram tensos e reclamaram de “golpe” da mesa diretora ao apreciar um projeto sem discussão. “Não houve acordo para votar esse projeto”, reclamou o líder da minoria, Gilmar Santiago (PT). Fizeram coro com ele Aladilce Souza (PCdoB) e Fabíola Mansur (PSB), que se colocou a favor da decisão do STF.

Os demais oposicionistas, mesmo em silêncio, pediram para o líder solicitar o registro de voto contrário. No final, a bancada do governo retirou o quórum e os votos refeitos ficaram apenas como solicitação na ata. “Não tem como votar contra o que vocês mesmos aprovaram”, alfinetou Joceval Rodrigues, autor do projeto. Com informações da coluna Raio Laser, da Tribuna da Bahia.

Nota originalmente postada às 7h do dia 24
 

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar