Política

Fátima Mendonça e o cargo no TJ: Wagner dá uma escapulida e se cala

[Fátima Mendonça e o cargo no TJ: Wagner dá uma escapulida e se cala]
Por: Caroline Gois (Twitter: @goiscarol) 0comentários
Parece que melhor mesmo é se calar. Pelo menos é assim que o governador Jaques Wagner tem tratado o assunto Fátima Mendonça x cargo no TJ-Ba. No último fim de semana, a situação da primeira dama do Estado da Bahia, que possui um cargo de servidora pública no Tribunal de Justiça com um salário de quase R$ 14 mil, veio à tona como um desagrado para o petista e uma arma da oposição para rebater o chefe do Governo. 
 
De acordo com o colunista Claudio Humberto, do site Diário do Poder, Wagner tenta retirar da pauta do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) o processo contra a mulher, que está no cargo sem ter feito concurso público. Enfermeira de profissão, Fátima teve a petição para se tornar servidora estável aprovada pelo TJ-BA em apenas seis dias. Em inspeção em julho, o CNJ identificou que a primeira-dama nunca pisou no tribunal e acumula cargo de assessora de supervisão com outro de analista, no Executivo.
 
 
Com isso, a bancada da oposição na Assembleia Legislativa da Bahia (Alba) entrou com pedido de informações ao TJ sobre processo contra Fátima, para não deixar o caso passar em branco, sem perder a oportunidade de alfinetar o governador. A reportagem do Bocão News entrou em contato com o secretário de Comunicação do Estado, Robinson Almeida, que preferiu não comentar o assunto.
 
Já na manhã desta quarta-feira (27), durante o 2º Encontro Estudantil Todos Pela Escola, realizado na Areana Fonte Nova, o repórter do Bocão News, Alessandro Isabel, conseguiu tirar de Wagner respostas sobre um possível troca-troca na pasta da Secretaria da Justiça Cidadania e Direitos Humanos (SJCDH), envolvendo o atual gestor Almiro Sena e o vereador Edvaldo Brito. Porém, quando o assunto foi Maria de Fátima Carneiro de Mendonça, o governador olhou para um lado e para o outro e, no embalo das crianças que corriam em direção à saída da Fonte Nova, Wagner escapuliu e sem dar tempo de ao menos dizer 'não quero comentar', o petista saiu à francesa e levou consigo a polêmica, calado.

Nota originalmente postada às 10h do dia 27

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Leia os termos de uso

jusnews

Na Sombra do Poder

Eduardo Entrevista

Mais Lidas