Política

Psol fala em Neocarlismo

[Psol fala em  Neocarlismo]
29 de Setembro de 2010 às 23:55 Por: Luiz Fernando Lima
O candidato ao Governo do Estado, Marcos Mendes (Psol) disparou diversas acusações contra os três adversários que aparecem melhor colocados nas pesquisas de intenção de votos – Jaques Wagner (PT), Paulo Souto (DEM) e Geddel Viera Lima (PMDB) – durante e após o debate de terça-feira (28). De acordo com Mendes, o problema maior é que a população acaba ficando sem informação a respeito do que representa a candidatura desses postulantes.

O psolista
entende que o papel de seu partido é esse. “Temos incomodado muito Geddel porque estamos contando o passado dele. Jaques Wagner foi eleito para acabar com a estrutura carlista e não o fez, ao contrario, ele recuperou tudo que havia de mais podre nas gestões passadas. Trouxe para o lado dele Otto Alencar, João Leão, Roberto Muniz e o próprio César Borges, que ficou com Geddel, isto seria um Neocarlismo. Paulo Souto dispensa comentários. Então é preciso denunciar”, disparou.

Wagner rebateu Mendes
afirmando que tudo isto não passa da velha tática de acusações levianas. “Eu estou muito à vontade em relação às questões de corrupção porque sou um governador que fez duas investigações dentro do governo, uma delas culminado com a prisão de ex-servidores. Digo sempre que se houver qualquer indicio de ilegalidade na minha gestão, tudo será investigado a fundo e se a justiça apontar culpados, estes serão punidos com o rigor da Lei”, garantiu.
Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar