Política

Evangélicos não querem Dilma

[Evangélicos não querem Dilma]
02 de Outubro de 2010 às 09:56 Por: Redação Bocão News
Além de perder sete pontos percentuais nas intenções de voto entre os eleitores evangélicos em setembro, cresceu em mais de 50%, no mesmo período, a rejeição da candidata à presidência pelo PT, Dilma Rousseff, no segmento religioso que, segundo dados do Ibope, representa 20% do eleitorado brasileiro.

De acordo com pesquisas do Ibope, Dilma tinha 49% entre os eleitores evangélicos no final de agosto. No dia 23 de setembro, caiu para 42%, abaixo dos 50% que o instituto registrou para ela no total da população. E sua rejeição nesse segmento, que era de 17%, subiu para 28%.

José Serra (PSDB) e Marina Silva (PV) se beneficiaram com a perda registrada pela petista. Em agosto, as intenções de voto do tucano entre os evangélicos eram de 21%. Em setembro, o ex-governador paulista alcançou 31%. Marina, por sua vez, pulou de 13% para 18%.

Por essa razão, Dilma convocou reunião de emergência com líderes religiosos para tentar estancar o processo. Os sete pontos perdidos por Dilma no segmento representam 1,4 ponto no total da população. Pequenas oscilações podem definir o resultado eleitoral, levando a decisão para o segundo turno.
 
Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar