Salvador

Guardadores de carros temem perder emprego com chegada da Zona Azul

[Guardadores de carros temem perder emprego com chegada da Zona Azul]
27 de Setembro de 2018 às 11:53 Por: Divulgação Por: Redação BNews

A partir de segunda-feira (1º), Salvador passará a contar com a Zona Azul Digital. A ferramenta tecnológica adotada pela prefeitura tem levado preocupação para os cerca de 800 guardadores de carro que atuam em diversos pontos da cidade há 30 anos.

Em nota, o Sindicato dos Guardadores e Lavadores de Veículos Automotores do Estado da Bahia (Sindguarda) diz que espera da administração garantia de que os empregos serão mantidos. Presidente da entidade, Melquisedeque Souza diz ser a favor da medida e afirma que a entidade esta preparada para trabalhar com novo sistema digital.

"Somos mais de 800 profissionais atuando em sete áreas distintas, onde estão distribuídas 11.069 vagas, incluindo os estacionamentos fechados. São os nossos associados que distribuem as cartelas que são afixadas nos paineis dos veículos e entregues aos motoristas em cada vaga de estacionamento de Zona Azul em Salvador", diz o presidente, que espera ver uma porcentagem da arrecadação da Zona Azul Digital ser destinada para os tradicionais guardadores.

Atualmente, o Sindguarda se responsabiliza por danos ou furtos, quando o veículo é estacionado nas áreas de Zona Azul. "O guardador é de extrema importância, principalmente pela segurança dos motoristas e do veiculo. Sem alguém para observar os carros estacionados, o número de flanelinhas aumentará nas zonas azuis", defende Melquizedeque.

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar