Salvador

Com movimento de greve da PM, nove funcionários de postos de saúde de Cajazeiras faltaram trabalho

[Com movimento de greve da PM, nove funcionários de postos de saúde de Cajazeiras faltaram trabalho]
11 de Outubro de 2019 às 12:26 Por: Vagner Souza /Bnews Por: Aline Reis/ Tamirys Machado 0comentários

Questionado sobre o funcionamento dos postos de saúde em Salvador, em meio ao movimento de greve da Polícia Militar da Bahia (PM-BA), o secretário municipal da Saúde, Leo Prates afirmou que nenhuma unidade de saúde ficou fechada desde o início da mobilização na última terça-feira (08), no entanto, alguns serviços foram desfalcados devido à ausência de funcionários no posto. 

“A gente está acompanhando, até agora não houve reflexivo significativo. Você teve alguns reflexos de pessoas que não foram trabalhar, como aconteceu em postos de saúde de Cajazeiras onde nove funcionários faltaram. O ponto será cortado normal, como qualquer pessoa que não vá trabalhar e tem o ponto descontado”. 

O secretário assinou nesta sexta (11) duas ordens de serviço para reformas das Unidades de Saúde da Família em Santa Luzia, no Engenho Velho de Brotas e Recanto da Lagoa, em Fazenda Coutos III.  

Sobre as requalificações, Léo Prates disse que o início será imediato, com previsão de entrega em cinco meses. “Equipes mobilizadas, as obras eram com recursos da Caixa Econômica e o prefeito autorizou usar os recursos municipais, recurso do Tesouro”.

No total, as duas unidades contarão com 22 consultórios médicos totalmente requalificados, além de salas de vacina, curativo, farmácias, salas de espera, banheiros adaptados para deficientes físicos e toda estrutura administrativa. 

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Leia os termos de uso

jusnews

Na Sombra do Poder

Eduardo Entrevista

Mais Lidas