Saúde

Fundação rebate sindicato sobre situação dos médicos na UPA Barris

[Fundação rebate sindicato sobre situação dos médicos na UPA Barris]
12 de Maio de 2015 às 15:43 Por: Redação Bocão News (Twitter: @bocaonews)
 
A Fundação José Silveira, por meio de nota, rebateu a acusação do Sindicato dos Médicos da Bahia (Sindimed) sobre as condições de trabalho na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) dos Barris, que pararam as atividades no dia 31 de março. A Fundação afirmou que "jamais se furtou a negociar junto ao Sindimed, bem como cumprir os acordos celebrados". "No mês de abril, celebrou acordo com o Sindicado dos Médicos, concedendo reajuste no percentual de 6,41%, além de atender as solicitações apresentadas para melhoria nas condições de trabalho na UPA dos Barris", diz um trecho da nota.
 
A Fundação admitiu surpresa ao novo pleito de reajuste salarial no percentual de 40% pelo sindicato. "Extrapola qualquer índice no período. Em função da importância da UPA dos Barris para o sistema de saúde do município de Salvador, a instituição faz um apelo ao Sindimed para que não haja paralisação na unidade. Além de atender aos casos emergenciais do distrito Barra/Rio Vermelho, cuja população é superior a 300 mil habitantes, a UPA Barris também presta assistência aos pacientes encaminhados pelo Samu. A Fundação José Silveira informa que não medirá esforços para continuar atendendo com dignidade e qualidade a população de Salvador.", completou, em nota. 
 
 
Fonte: Metro 1
Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar