Saúde

Sem reajuste há 3 anos, médicos anestesistas suspendem atendimento pelo Planserv

[Sem reajuste há 3 anos, médicos anestesistas suspendem atendimento pelo Planserv]
08 de Agosto de 2018 às 21:48 Por: Reprodução Por: Redação BNews0comentários

Após serem submetidos a cotas e com atendimentos reduzidos, os beneficiários do Planserv sofrerão com mais uma redução. A Cooperativa dos Médicos Anestesiologistas da Bahia (Coopanest-BA) informou ao BNews, na noite desta quarta-feira (8), que vai suspender o atendimento anestésico de pacientes beneficiários do Planserv. 

Em conversa com o BNews, o presidente da cooperativa, Carlos Eduardo Aragão de Araújo afirmou que os anestesiologistas estão sem reajuste do Planserv há três anos. “Mandamos uma carta ao Planserv informando a suspensão dos atendimentos aos beneficiários no Hospital Português. Eles estão com honorários em atraso há três anos e não sentam para conversar conosco”.

De acordo com o presidente, desde o mês de junho, o colegiado tenta uma negociação, mas três reuniões marcadas foram canceladas sem justificativa. “Nos disseram que precisavam passar para a Secretaria da Fazenda aprovar o reajuste, mas até agora não sentamos para conversar, desmarcaram as reuniões e não nos deram retorno. Os colegas não estão mais querendo trabalhar com o Planserv”.

Contudo, segundo Aragão, os médicos continuam atendendo, pois cumprem o prazo determinado pela Agência Nacional de Saúde (ANS) de 60 dias após a notificação ao plano. “Sabemos que é um prejuízo para os beneficiários, além da redução nos atendimentos, entendemos esse lado, mas infelizmente teremos que suspender”, completou o presidente.

Em abril deste ano, a Coospanet-BA suspendeu o atendimento aos beneficiários da CNU-Unimed pelo mesmo motivo.

Relacionada: Caos no Planserv: após Português, marcações deixam de ser feitas no Santa Izabel

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Leia os termos de uso

jusnews

Na Sombra do Poder

Eduardo Entrevista

Mais Lidas