Saúde

Após mortes, Anvisa proíbe venda de cervejas Backer

[Após mortes, Anvisa proíbe venda de cervejas Backer]
Por: Divulgação Por: Redação BNews 0comentários

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) determinou, na noite desta sexta-feira (17), a interdição, por 90 dias, de todas as cervejas da Backer que tenham validade de agosto de 2020 em diante.

Com a determinação, a agência proíbe a venda desses lotes, cuja data de fabricação coincide com a das mercadorias contaminadas.

De acordo com a coluna de Lauro Jardim, do jornal O Globo, a medida vale por 3 meses, ou até que a cervejaria comprove que seus produtos não oferecem mais qualquer risco à saúde.

O ministério da Agricultura já havia determinado o recolhimento de todos os rótulos produzidos pela Backer.

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) afirmou na tarde de quinta-feira (16) que identificou as substâncias dietilenoglicol e monoetilenoglicol em oito rótulos produzidos pela Backer, de Belo Horizonte.

Segundo o portal G1, quatro pessoas morreram. Em um dos casos, a Secretaria de Estado da Saúde de Minas Gerais confirmou intoxicação por dietilenoglicol após consumo da cerveja; outras três mortes estão em investigação.

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Leia os termos de uso

jusnews

Na Sombra do Poder

PodCast

Mais Lidas