Saúde

Após matéria do Bocão News, MS irá apurar conduta de médica cubana

Imagem  Após matéria do Bocão News, MS irá apurar conduta de médica cubana

Médica receitou remédio de uso veterinário em paciente

Publicado em 21/11/2013, às 07h54        Redação Bocão News (Twitter: @bocaonews)]

Na manhã desta quarta-feira (20), o site Bocão News denunciou um fato está chocando os internautas pelas redes sociais do país. Isso porque, na matéria publicada pela repórter Terena Cardoso, ficou constatado que a foto de um receituário escrito por uma médica cubana do Mais Médicos indica o uso do metocarbamol a um paciente com osteoartrose. A medicação é exclusiva para o uso veterinário no Brasil e serve para cavalos, cães e gatos. A informação foi confirmada pelo secretário de saúde do município Barra do Corda, de onde saiu a receita. Segundo Alexandre Miranda Leite, a médica Norma Rodriguez, que assina o documento, já foi orientada e continua exercendo a atividade. O programa é do governo Federal. 
A foto foi publicada também no blog Perito.med comandado pelo perito do INSS Francisco Cardoso. O endereço eletrônico se dedica a discutir atividades como perícia médica, perícia médica previdenciária etc, mas também denunciou outros casos de receituários e diagnósticos equivocados dos médicos cubanos.
Após a publicação da reportagem, o Ministério da Saúde enviou nota e informou que "a Coordenação do Programa Mais Médicos está apurando a conduta da médica Norma Barbara Hernandez Rodriguez, inscrita no Mais Médicos e alocada no município de Barra do Corta (MA). O supervisor vinculado ao programa que já acompanha os profissionais do local avaliará pessoalmente a atuação da médica. 
Como prevê a legislação que criou o Mais Médicos, todos os médicos do Programa estão sujeitos à fiscalização estabelecida pelo Conselho Regional de Medicina em que estiver inscrito, conforme legislação aplicável. Esses profissionais são acompanhados permanentemente por um supervisor para garantir a qualidade no atendimento à atenção básica. Além disso, os profissionais tem acesso a vários materiais pedagógicos durante todo o período de atuação no país, inclusive através de tabletes que contém os cadernos de atenção básica, acesso ao Telessaude e o Portal Saúde Baseada em Evidências. Todos os profissionais estão sujeitos as regras do programa no que diz respeito a eventuais infrações que sejam cometidas.
Cabe ressaltar que o medicamento que foi prescrito é indicado como relaxante muscular para uso em humanos em outros países, como Canadá, Estados Unidos e Reino Unido. Porém, no Brasil, a droga não está na lista de medicamentos da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA)".


Metocarbamol
O nome comercial do metocarbamol para os humanos é Robaxin, mas no Brasil o uso é exclusivamente veterinário para cavalos, cães e gatos. O medicamento controla o sistema nervoso central ao invés dos músculos. Em seres humanos, esse medicamento têm efeitos secundários como tonturas, náuseas, vômitos, desmaios, febre, convulsões e outros. 

Publicada no dia 20 de novembro de 2013, às 14h05

Classificação Indicativa: Livre