Saúde

Paciente aguarda cirurgia e apela por vaga na regulação da Saúde do Estado

Reprodução
Familiares se queixam de falha no cadastramento do paciente junto a Central de Regulação  |   Bnews - Divulgação Reprodução

Publicado em 08/10/2014, às 06h32   Tony Silva e Tiago Di Araujo @bocaonews)


FacebookTwitterWhatsApp

O paciente José Miguel dos Santos, 63 anos deu entrada no Hospital Geral de Camaçari (HGC), com quadro de Acidente Vascular Cerebral (AVC) hemorrágico, na última quinta-feira (2). Na sexta-feira (3) foi atendido e avaliado por um neurocirurgião que solicitou com urgência a transferência do paciente para uma unidade de saúde especializada.
No sábado (4) pela manhã, familiares do paciente que moram em Dias D’Ávila identificaram uma vaga no Hospital do Subúrbio, mas que só estaria disponível até o meio dia. Ao solicitar o número de protocolo do processo de regulação de vaga do paciente junto ao setor de assistência social do HGC, descobriram que o paciente não estava cadastrado, e por tanto, na fila de espera de vagas para regulação.
Os filhos de José Miguel reclamaram com administração do hospital e só então foi incluído o nome do paciente na Central de Regulação, gerando número de protocolo, mas a vaga já estava perdida. A filha do paciente, Claudia Roberta dos Santos, lamenta e apela por providência. “O risco só aumentou para meu pai e agora não temos perspectiva de transferir ele. Estamos dependendo totalmente da Central de Regulação. Esperamos que seja rápido, pois, apesar dele estar sob os cuidados do HGC, não sabemos quanto tempo mais ele pode resistir”, desabafa.
Segundo a Assessoria de Comunicação da Secretaria de Saúde do Estado "não é procedimento padrão familiares conseguirem  transferência de pacientes hospitalizados em uma respectiva unidade  para outras da rede. Além disso, a informação de liberação no Hospital do  Subúrbio não é possível ser passada para terceiros, por isso será  aberta  sindicância para apurar essa irregularidade, pois este serviço é de  atribuição exclusiva da Central Estadual de Regulação e obedece a critérios técnicos para liberação do leito necessário a atender o  perfil clinico do paciente".
Especificamente sobre o paciente citado, a Sesab informou que é necessário aguardar a liberação de um leito. "O paciente encontra-se com seu nome na Central Estadual de Regulação  (CER) e, assim que for identificado um leito dentro das especificações  necessárias para atender o perfil clínico do paciente José Miguel dos  Santos este será transferido com todos os critérios de segurança  necessários para uma unidade de saúde da rede".

Publicada no dia 7 de setembro de 2014, ás 12h22

Classificação Indicativa: Livre

FacebookTwitterWhatsApp