Coronavírus

Projeto prevê auxílio de R$ 30 mil para profissionais de saúde em unidades de covid-19

[Projeto prevê auxílio de R$ 30 mil para profissionais de saúde em unidades de covid-19]
Por: Divulgação Por: Redação BNews 0comentários

Profissionais de saúde que atuam em unidades para tratamento de pacientes com covid-19 podem ter um auxílio de perda de renda no valor de R$ 30 mil e de até 30 vezes o valor de remuneração em caso de óbito, pago à família do colaborador. A proposta faz parte de um projeto de lei que deve ser votado pela Assembleia Legislativa da Bahia. A informação foi apresentada pelo secretário estadual de Saúde, Fábio Villas-Boas, a representantes de entidades médicas, nesta quinta-feira (21), durante reunião que expôs um panorama do coronavírus na Bahia.

“Temos ainda dificuldade na contratação de médicos para ampliar a rede de atendimento, mas estamos conseguindo um bom retorno com o apoio das entidades médicas. Nosso objetivo é buscar soluções para mitigar toda e qualquer dificuldade que impeça a garantia da assistência em toda a Bahia”, pontuou Fábio Vilas-Boas.

No encontro, foram discutidas formas de melhorar a assistência aos pacientes e as estratégias para aperfeiçoar o fluxo de trabalho. Participaram da reunião representantes do Conselho Regional de Medicina da Bahia (Cremeb), Associação Bahiana de Medicina (ABM) e Sindicato dos Médicos do Estado da Bahia (Sindmed). 

O presidente da ABM, Robson Moura, avaliou a reunião como positiva. “Poderemos informar à comunidade médica o que está sendo feito na Bahia diante da pandemia. Além disso, trazemos as demandas de nossos colegas médicos”, afirmou. Ele ainda parabenizou o governo pela proposta do projeto de lei. “Dá uma segurança ao profissional e a sua família”, disse.

O diretor de Defesa Profissional da ABM, Cesar Neves, reforçou a relevância do encontro. “A aproximação das entidades com a Sesab é importante. Discutimos questões da categoria além de propor soluções em conjunto”, afirmou.

Segundo a presidente do Cremeb, Tereza Maltez, as entidades médicas estão dispostas a contribuir com a Sesab nas medidas para enfrentar este momento. “É importante que acompanhemos o planejamento das ações adotadas”, pontuou. Ela ainda destacou que o projeto de lei deve incentivar que mais profissionais se disponibilizem pata atuarem na linha de frente da assistência.

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Leia os termos de uso

jusnews

Na Sombra do Poder

PodCast

Mais Lidas