Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Coronavírus

Infectologista baiano defende retorno de banho de mar e piscina pela população

[Infectologista baiano defende retorno de banho de mar e piscina pela população]
26 de Julho de 2020 às 08:25 Por: Arquivo BNews Por: Redação BNews

O infectologista Roberto Badaró defendeu, durante uma entrevista a uma rádio de Salvador, o retorno ao acesso da população ao banho de mar e piscina. Para ele, o problema das atividades aquáticas para o risco de contágio da Covid-19 está na aglomeração que pode acontecer nos locais.

“Se você pegar uma praia como o Porto da Barra, que uma pessoa fica ali encostada uma na outra, é óbvio que existe um problema, não é o mar, é a proximidade que as pessoas ficam. Com os quilômetros de praias que tem a Bahia, as pessoas irem para locais de praia é até saudável”, disse.

“Outra coisa é a piscina, as pessoas dizem que não pode tomar banho de piscina. A piscina, bem tratada, ela é clorada, o cloro tem uma atividade muito eficaz contra o novo coronavírus. Então nadar numa piscina não é o problema”, afirmou Roberto Badaró.

O discurso do infectologista concorda com os argumentos de esportistas e profissionais da área que reivindicam o retorno de atividades na capital baiana.

No início de julho, o presidente da Câmara de Vereadores de Salvador, Geraldo Júnior, atendeu a um pedido do presidente da Federação Baiana de Desportos Aquáticos, Diego Albuquerque, e enviou ao prefeito ACM Neto (DEM) uma indicação para a liberação do retorno dos treinamentos de atletas de alto rendimento da natação.

Na última segunda-feira (20), o vice-prefeito Bruno Reis teve uma reunião com representantes da categoria para ouvir as reivindicações e ver a melhor forma de retornar as atividades aquáticas na capital baiana.

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso