Coronavírus

Rui Costa se reúne com embaixadores da Rússia e China para Bahia cooperar em produção de vacinas contra o novo coronavírus

[Rui Costa se reúne com embaixadores da Rússia e China para Bahia cooperar em produção de vacinas contra o novo coronavírus]
30 de Julho de 2020 às 19:15 Por: Paula Fróes/GOV-BA Por: Pedro Vilas Boas

O governador Rui Costa anunciou que se reuniu com o embaixador da Rússia no Brasil, Sergey Pogóssovitch AKOPOV, e já formalizou um documento solicitando a cooperação da Bahia com o país para a produção da vacina contra o novo coronavírus. Uma reunião com o embaixador da China, Yang Wanming, está prevista para ocorrer nesta sexta-feira (31).

"A Bahia quer participar com esses países, essas nações, com esse planejamento, avaliação das vacinas, pra que possamos estar alinhados no momento da produção até de colocar nossos centros de pesquisa, nossos médicos, com o que está sendo feito de mais avançado", disse Rui, durante transmissão ao vivo nas redes sociais.

Na quarta-feira (29), a vice-primeira-ministra da Rússia, Tatiana Golikova, anunciou que a vacina contra covid-19, doença causada pelo novo coronavírus, em desenvolvimento no país receberá aprovação regulatória local ainda em agosto.

Ela afirmou que o imunizante em desenvolvimento no Instituto Gamaleya de Epidemiologia e Microbiologia, em Moscou, tem registro previsto para agosto de 2020 com a condição de "outro ensaio clínico para 1.600 pessoas ser realizado" em seguida. "O início da produção está previsto para setembro de 2020", completou.

O Comitê Internacional receberá as primeiras análises dos testes da vacina da China contra o novo coronavírus. A avaliação da eficácia das doses será feita no mês de outubro, segundo o diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas.

"Até outubro é a finalização da inclusão. Todos os 9 mil voluntários devem ser incluídos nos 12 centros até outubro. A partir daí, essas análises já estarão sendo realizadas mas elas poderão concluir pela eficácia da vacina, o que pode acontecer até o fim do ano. Demonstrada a eficácia, a vacina poderá ser submetida a um registro na Anvisa. Com esse registro, ela pode ser distribuída pela população", disse ele.

Apoio para testes

No último dia 22, o governador Rui Costa anunciou que o governo do estado irá apoiar a testagem de uma vacina contra a Covid-19, que será realizada na Bahia. 

Os testes serão fetos nas Obras Sociais Irmã Dulce (Osid), pelo pesquisador Edson Moreira, responsável por um Centro de Pesquisa que está funcionando nas instalações da entidade, no bairro Dendezeiros, em Salvador. A testagem será feita em conjunto com o laboratório privado Pfizer. 

Segundo o governador, serão realizados 1000 testes, sendo 500 com placebo e 500 com carga antiviral.

“É de interesse da gestão estadual inserir a Bahia nesse cenário de testes de vacina contra a Covid, sejam vacinas desenvolvidas por organismos públicos ou por laboratórios privados”, disse o governador.

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar