Coronavírus

Butantan pede registro de uso emergencial da Coronavac à Anvisa

[Butantan pede registro de uso emergencial da Coronavac à Anvisa]
08 de Janeiro de 2021 às 10:19 Por: Divulgação/Governo de SP Por: Redação BNews

O Instituto Butantan solicitou à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) o registro de uso emergencial da Coronavac nesta sexta-feira (8). Em comunicado, a Anvisa confirmou ter recebido o pedido. 

A partir de agora, a Anvisa tem 10 dias para responder sobre a solicitação do uso da  vacina contra o novo coronavírus desenvolvida em parceria com a farmacêutica chinesa Sinovac. Segundo a CNN, o prazo começa a valer a partir da apresentação de toda a documentação exigida sobre o imunizante.

A CoronaVac teve uma eficácia comprovada de 78% contra a Covid-19 nos testes de fase 3 realizados no Brasil. A divulgação ocorreu, nesta quinta-feira, depois de dois adiamentos e muita confusão acerca dos números. Para uma vacina ser aprovada, ela precisa ter ao menos 50% de cobertura, algo que o governo paulista já havia anunciado. Para casos de internação hospitalar, o imunizante é 100% eficaz.

Os testes da CoronaVac no Brasil começaram em 20 de julho e envolveram 13 mil voluntários da área da Saúde em 8 estados. Os profissionais, divididos em um grupo que recebeu o imunizante e outro que recebeu um placebo, tiveram duas doses da CoronaVac aplicados, em um intervalo de 2 semanas.

Desses, cerca de 220 deles foram infectados pelo Sars-CoV-2.

O imunizante é a aposta do governador João Doria (PSDB-SP) no combate à Covid-19 e trunfo político contra seu rival Jair Bolsonaro (sem partido).
 

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar