Coronavírus

Soteropolitanos reclamam de encerramento da fila para vacina às 16h: ‘Esperei 7 horas e mandaram voltar amanhã’

[Soteropolitanos reclamam de encerramento da fila para vacina às 16h: ‘Esperei 7 horas e mandaram voltar amanhã’]
20 de Maio de 2021 às 18:29 Por: Valter Pontes/Secom PMS Por: Beatriz Araújo e Lara Curcino

Centenas de carros e pedestres que aguardavam há horas na fila para tomar a vacina contra a Covid-19 no ponto de Pituaçu, em Salvador, foram instruídos pela equipe que coordena a operação a voltar no dia seguinte, já que os portões fecham às 16h.

Ao BNews, logo após o encerramento da entrada de novos veículos e pedestres, o administrador de empresas Sergio Rocha reclamou sobre a situação. “O que eu acho um absurdo é que uma pessoa da coordenação veio aqui às 16h e perguntou à Transalvador quantos carros faltavam para entrar nos portões. Os agentes contaram 800 automóveis, o representante disse que a vacinação se encerraria muito tarde de fosse atender todos e por isso não iria atender mais nenhum. Eu estou aqui desde 9h15, meu carro é o sexto da fila do drive-thru e eles disseram que tenho que retornar outro dia”, criticou ele. 

Já a arquiteta Isabel Viana, que estava entre os pedestres, afirmou ter chegado às 10h45. “Pela manhã estava fluindo, mas quando passou do meio-dia não andou mais nada e foi aumentando a fila. Procurei uma pessoa da coordenação para me auxiliar e não encontrei”, disse ela. 

Outra pessoa que aguardava para tomar a dose denunciou à reportagem que, assim que foi dado o aviso de encerramento às 16h, algumas pessoas teriam furado a fila. “Como não há nenhum tipo de controle oficial, ninguém conseguiu impedir.” 

A enfermeira Fernanda Souza, responsável pela equipe de vacinação, negou as acusações. “A informação de que três estudantes teriam furado a fila hoje não procede. Essa fila é única, só se vacina depois de passar pela triagem e se cadastrar no sistema. Um universitário veio à equipe somente para fazer um questionamento”, rebateu. 

Ainda de acordo com Fernanda, o grupo responsável pela imunização no local tem enfrentado problemas com trabalhadores da área da Segurança Pública, que estariam se recusando a respeitar a ordem de chegada.

“Hoje de manhã, por exemplo, tivemos conflito com pessoas da Guarda Municipal, Polícia Militar, Sistema Prisional, que não querem pegar fila. Acabamos tendo problema com quem está na fila, porque veem essas pessoas sendo vacinadas sem ter aguardado.Nossa conduta é negar que eles passem na frente, essa é a orientação da Coordenação, mas esses profissionais não acatam. Nos sentimos totalmente acuados. Pedimos diariamente a ajuda da Secretaria Municipal da Saúde, mas ainda não recebemos. Hoje tivemos que ter auxílio da Guarda Municipal para encerrar a fila.”

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar