Coronavírus

Leo Prates descarta vacinação dos jornalistas enquanto MP e MPF não liberarem

[Leo Prates descarta vacinação dos jornalistas enquanto MP e MPF não liberarem]
20 de Maio de 2021 às 20:10 Por: Dinaldo Silva/BNews Por: Redação BNews

O secretário municipal de Saúde, Léo Prates, disse na tarde desta quinta-feira (20), que os profissionais da imprensa não serão vacinados em Salvador até que o Ministério Público Federal (MPF) e da Bahia (MP-BA) liberem a imunização. 

Os profissionais de comunicação haviam sidos inclusos no grupo de prioridade de vacinação contra a Covid-19 na Bahia após reunião da Comissão Intergestores Bipartite (CIB) realizada na última terça-feira (18). A princípio a imunização era destinada a pessoas com idade superior a 40 anos.

Por meio de nota, o secretário ressaltou que a pasta votou favoravelmente a vacinação dos profissionais da comunicação na reunião do Comissão Intergestores Bipartite (CIB). 

"Esclareço que a aprovação da resolução na CIB para vacinação dos profissionais de comunicação contou com o voto favorável de Salvador, ou seja, votamos pela inclusão dos jornalistas no grupo prioritário da vacinação contra a COVID-19 na capital baiana. Porém, logo após a votação veio a discussão do MP e MPF sobre a competência da CIB para inserção de públicos alvos, seguida da recomendação para que não fosse feita imunização de quem não está inserido no Plano Nacional de Operacionalização da vacina, o que é o caso dos jornalistas. Deixamos claro que continuamos dialogando com todas as instâncias para encontrarmos uma solução", disse.

Leia também:

Recomendação do MP e MPF emperra vacinação de jornalistas em Salvador
 

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar