Coronavírus

Vacinas de Oxford e da Pfizer protegem de variante indiana do novo coronavírus

[Vacinas de Oxford e da Pfizer protegem de variante indiana do novo coronavírus]
22 de Maio de 2021 às 15:55 Por: Reprodução/GovSP Por: Redação BNews

Um estudo do governo britânico divulgado pelo jornal Financial Times aponta que duas doses das vacinas produzidas pela AstraZeneca/Oxford e Pfizer fornecem proteção contra infecção sintomática da variante do novo coronavírus identificada pela primeira vez na Índia. 

A variante B.1.617 já chegou ao Brasil, com casos supervisionados no Maranhão e no Ceará. De acordo com informações do jornal O Globo, a reportagem do Financial Times afirma que duas doses de vacina forneceram 81% de proteção contra a variante encontrada na Índia e 87% contra a cepa B.1.1.7, identificada no sudeste da Inglaterra.

A publicação ouviu duas fontes que tiveram acesso a dados apresentados no Grupo de Aconselhamento sobre Ameaças de Vírus Respiratórios Novos e Emergentes do Public Health England (PHE), agência do Departamento de Saúde britânico. 

No entanto, apenas uma dose apresenta proteção de apenas 33% contra infecção sintomática da cepa B.1.617 e 51% contra a B.1.1.7. A Organização Mundial da Saúde (OMS) considera a cepa indiana como uma variante de "preocupação global".

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar