Acidente

Médico, esposa e irmã atropelados. "Foi tentativa de assassinato"

Imagem Médico, esposa e irmã atropelados. "Foi tentativa de assassinato"

Raimundo Pereira está na UTI e sofreu grave lesão na coluna

Publicado em 18/01/2013, às 10h25        Caroline Gois (twitter: @goiscarol)


Carro atingido pelo ônibus. (Foto: Arquivo pessoal)


Acidente de trânsito, discussão, covardia e fuga. Assim se desenrolou uma colisão entre um ônibus da empresa Via Nova com um carro de passeio modelo Peugeout, na tarde de segunda-feira (14), na Estrada do Coco. "Ele estava indo tirar férias e seguia a esposa que ia no carro da frente com a filha deles de 1 ano e nove meses quando o carro foi atingido pelo ônibus", contou o amigo e também médico, Djalma Amorim, que procurou a equipe do Bocão News para relatar o caso, considerado por ele como "um crime, uma tentativa de assassinato".



Esposa de Raimundo logo após o acidente (Foto: Arquivo pessoal)


Pista movimentada, 15h, Salvador sentido Praia do Forte. Este era o destino planejado pelo jovem ortopedista, de 36 anos, especialista em cirurgias na coluna vertebral. Raimundo Pereira da Silva Filho pretendia apenas iniciar as férias quando o que parecia ser um simples acidente de trânsito transformou a vida dele e da família. Na altura do KM 2, o carro de Raimundo foi atingido pelo ônibus que fazia a linha Portão. "Ele soltou do carro junto com a esposa e a irmã dele que estavam no carro da frente para registrar com fotos o ocorrido. Neste momento, a família contou que o motorista do ônibus questionou o porque das fotos e Raimundo disse que era para mostrar à seguradora. Foi aí que o motorista arrastou o ônibus em direção às vítimas e os atropelou", contou Amorim ao Bocão News.



Irmã de Raimundo (Foto: Arquivo pessoal)


O motorista já foi identificado pela polícia como Jocival Pinho e, segundo a própria vítima, ele fugiu do local após o atropelamento. "Raimundo está consciente, mas teve uma lesão grave na coluna. Está internado na UTI do Aliança e terá que usar um colete pelo tempo de três a seis meses. Só depois ele poderá fazer a fisioterapia que pode durar até 12 meses. Não tem como saber se ele voltará ao normal com relação aos movimentos", explicou o ortopedista, que trabalha com Raimundo há muitos anos. "Ele é um homem querido, principalmente pelos pacientes de Camaçari, onde gostam muito dele e ele tem credibilidade na área da qual atua. Agora, mesmo lúcido e conversando com todos, ele luta para se recuperar de uma situação muito difícil", desabafou o médico.



Raimundo, minutos depois de ser atingido pelo ônibus (Fotos: Arquivo pessoal)


A esposa de Raimundo, Nirlana Fernandes Teixeira, grávida de seis meses, sofreu escoriações e no dia do acidente recebeu atendimento da equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e passa bem. Já a irmã do ortopedista, Arli Patrícia Barreto de Silva, sofreu fratura na bacia e está internada no Hospital Santa Isabel. "Revolta total. É isso que nós amigos e familiares estamos sentindo. Só torcemos agora para que tudo isso acabe logo e ele fique bem", afirmou Djalma Amorim.



Ônibus envolvido no acidente e motorista dentro (Foto: Arquivo pessoal)


A família do ortopedista já prestou queixa na 23ª Circunscrição da Polícia Militar, cujo delegado titular é Joelson Reis. O motorista vai ser chamado para prestar depoimento. Os parentes de Raimundo não confirmaram ao Bocão News se irão processar a empresa responsável.

Em nota, assessoria de comunicação da  Via Nova informou que  "A empresa Via Nova lamenta profundamente o acidente ocorrido na última segunda-feira (14/01), na Estrada do Coco, em Lauro de Freitas, e informa que, tão logo foi comunicada do fato, a diretoria determinou total assistência às vítimas e aos seus familiares.  A empresa também salienta que está à disposição das autoridades competentes para prestar as informações pertinentes, que o funcionário foi afastado e vai aguardar a conclusão do inquérito policial já instaurado".

 Boletim de ocorrência (Foto: Arquivo pessoal)

Sem previsão de alta, o ortopedista luta agora para se recuperar do que sempre ajudou a curar. Com a coluna e ombro lesionados, Raimundo já tem uma cirurgia marcada para este sábado (19). Agora, cada minuto é uma batalha a ser vencida na busca pela sobrevivência. "Queremos Justiça", disse o amigo.

Postada às 16h55 do dia 17 de janeiro

Classificação Indicativa: 18 anos