BNews Agro

Bahia tem 43 famílias da zona rural atendidas em programa de crédito fundiário

Wenderson Araujo/Trilux

Repasses do crédito fundiário foram feitos pelo Banco do Nordeste

Publicado em 29/01/2022, às 07h00    Wenderson Araujo/Trilux    Redação BNews

A Bahia teve, em 2021, 43 famílias atendidas pelo Programa Nacional de Crédito Fundiário (PNCF), com a liberação de R$ 4,2 milhões. Os valores foram repassados pelo Banco do Nordeste e compõe o montante de R$ 72,45 milhões para aquisição de propriedades rurais. O valor total atendeu a 802 operações que proporcionaram lar e terras para desenvolvimento de atividade agropecuária a mais de 2.500 pessoas. 

Segundo o superintendente de Microfinança e Agricultura Familiar do BNB, em exercício, Céliton Nogueira, o crédito fundiário aumentou nos últimos anos. “Nós tivemos um crescimento de 39,69% na liberação dos recursos. Passamos de R$ 51,9 milhões financiados, em 2020, para R$ 72,45 milhões em 2021”, afirma. O Banco do Nordeste é, atualmente, a Instituição Financeira com maior destaque na operacionalização do PNCF no País, abrangendo 61% das operações nessa modalidade.

Veja também:

O PNCF contempla trabalhadores rurais não-proprietários, preferencialmente assalariados, parceiros, posseiros e arrendatários que comprovem, no mínimo, cinco anos de experiência na atividade rural. Os beneficiários devem ter renda anual bruta de até R$ 20 mil e patrimônio de até R$ 40 mil.

Como forma de estimular o acesso de famílias rurais à moradia, o programa prevê bônus fixo de adimplência de 40% sobre o valor de cada prestação (principal e juros). Caso a família consiga antecipar parcelas, são concedidos 5% de bônus adicionais, observando o limite de 50% do valor da parcela.

Siga o BNews no Google Notícias e receba as principais notícias do dia em primeira mão.

Classificação Indicativa: Livre