BNews Folia

Afródromo gera 'crise' entre autoridades do Carnaval de Salvador

Imagem Afródromo gera 'crise' entre autoridades do Carnaval de Salvador

Empresário diz que projeto de Carlinhos Brown pode atrasar saída dos outros blocos

Publicado em 29/01/2013, às 07h53        Adelia Felix (Twitter: @adelia_felix)

Nem bem desfilou e o Afródromo já causa confusão no Carnaval de Salvador, pelo menos, entre as autoridades dos órgãos que gerem a festa momesca. Em coletiva realizada neste mês, a produção do Afródromo - novo circuito em que apenas os blocos afros desfilariam, sem cordas, do Mercado Modelo até a Feira de São Joaquim-, informou que outra versão do projeto vai acontecer no Carnaval de Salvador deste ano, no circuito Osmar, no domingo (10).

A questão levantada agora é que o desfile já estava pronto, mas com a chegada do projeto de autoria de Carlinhos Brown, a festa pode atrasar. "Nós não fomos consultados sobre essa mudança. Isso só apareceu agora. Depois que o Afródromo não teve condições no Comércio, que fique claro que não somos contra, teve que fazer esse transtorno na grade. Vários outdoors na cidade dizem que ele vai sair 11h, mas no site da programação diz que será às 10h", relata Windson Silva, membro da Associação de Blocos e Trios e empresário da banda Cheiro de Amor.


No início do mês, em entrevista ao Bocão News, o presidente do Conselho Municipal do Carnaval (ComCar), Pedro Costa, declarou que recomendou ao prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), que barrasse, para o ano de 2013, o projeto do Afródromo. Entre os motivos estavam a mobilização da estrutura do novo circuito, a segurança dos foliões, a preservações dos patrimônios históricos, impacto no turismo, bloqueio de ruas e o pouco tempo que Neto tinha para solucionar todas as questões.

Na tarde desta segunda-feira (28), o presidente levantou novamente a polêmica causada pelo projeto dizendo que a ordem do desfile é definida em assembleia com órgãos que gerem o carnaval e o cantor Carlinhos Brown teria se beneficiado - por causa da fama-, e procurado órgãos acima do ComCar.



"A sugestão do ComCar em conjunto com a Associação de Blocos e Trios foi que em vez de sair domingo às 11h, saísse na terça, no terceiro lugar, do Bloco Pinel, às 14h30. Um bloco substituindo o outro. Como é que pode colocar os blocos que saem com crianças no domingo? O certo seria colocar no fim da fila para não prejudicar ninguém. A responsabilidade de prejudicar blocos infantis é de Guilherme. Mas Carlinhos Brown vai por cima sem ouvir o Conselho e nós ficamos sujeitos só porque ele é famoso", disse Costa acrescentando que dessa forma nunca terá um "carnaval ideal".


Em resposta a Pedro Costa, o secretário de Desenvolvimento, Turismo e Cultura de Salvador (Saltur), Guilherme Cortizo Bellintani, colocou que foi "determinação de Neto, que está acima do Conselho", a colocação Brown no circuito.
"Foi determinação do prefeito para abrir um novo espaço para blocos afros da cidade. E a gente entende que esse espaço é absolutamente legítimo. Nosso esforço é para que aconteça sem atraso", pontuou.

Já a assessoria do projeto Afródromo informou que tudo foi acordado com a prefeitura e órgãos que organizam o carnaval. Além disso, foi acrescentado que o bloco sairá pontualmente às 11h conforme o combinado.


Nota originalmente postada às 16h do dia 28

Classificação Indicativa: Livre