BNews Pet

Ser ou não ser saudável, eis a questão: veja as dicas do Cãolunista para uma alimentação balanceada

Arquivo pessoal

Publicado em 15/10/2021, às 05h55    Arquivo pessoal    Oreo, o Cãolunista

Voltei, meus fãs! Hoje, vamos falar aqui sobre (mais) um assunto importantíssimo na vida de nós, pets, que é a alimentação. Não sejam como os meus humanos, que me deixam comer às vezes comida que não é apropriada para cachorro. Não façam isso!! E, quando eu me refiro à comida de cachorro, gente, não quer dizer apenas a ração, não! Se liguem aqui nas minhas dicas!!

Eu bati um papo incrível com o veterinário Salvador Lima e, de acordo com ele, uma alimentação adequada é essencial para a prevenção de graves doenças nos pets, além de manter o bom funcionamento físico e mental do animal. “Os animais necessitam de certas proteínas para produção de anticorpos, hormônios, enzimas e hemoglobina”, disse o médico veterinário.

Quando eu era pequenininho, meu estômago roncava o tempo todo. Eu vivia com fome! Quando a ração caía no prato, ela desaparecia como num passe de mágica. Depois de algum tempo, comecei a ficar enjoado, recusando algumas rações, e meus humanos cederam à minha cara de pidão e introduziram alguns alimentos naturais em minha dieta.

Na próxima semana, se eu estiver de bom humor, até posso contar pra vocês sobre os meus hábitos alimentares. Mas, a coluna de hoje vai listar algumas dicas para você, tutor, alimentar direito o seu amigo peludo.

  • Se ligue na quantidade de comida: Os pets, geralmente, comem aquilo que lhes é servido, independente da quantidade. Por isso, humanos, vocês são os responsáveis por colocar a quantidade adequada de comida para o animal, de acordo com o porte dele. O exagero na oferta de alimentos, segundo o veterinário, pode causar problemas, como vômitos e diarreia. Da mesma forma que a quantidade inferior pode levar à desidratação e à baixa de pressão;

  • Siga uma rotina: É muito importante que o cão faça as refeições no horário certo, seguindo sempre a mesma rotina e os mesmos hábitos. “É importante haver regularidade nos horários de alimentação dos pets para criar uma rotina na dieta”, afirmou Salvador Lima;

  • Escolha o alimento mais adequado: Aqui não adianta se a cachorra do vizinho come a comida tipo X e se o pet do seu amigo come a tipo Y. Cada animal possui raça, porte, idade e peso diferentes e, por isso, é preciso escolher bem o tipo de alimentação de acordo com as características do seu amigo peludo;

  • Não dê comida preparada para humanos aos animais: Toda semana eu digo isso aqui a vocês - homem é homem e cão é cão. A gente possui sistemas que fazem nosso corpo funcionar de maneira diferente dos seres humanos. Então, nós necessitamos de outros nutrientes na hora de se alimentar;

  • Se quiser, opte pela alimentação natural: O médico veterinário Salvador Lima me contou que a alimentação natural é nossa aliada e nos traz grandes benefícios, já que não possui toxicidades ou componentes industrializados. Mas, fique atento, porque pode ser que esses alimentos não tragam os nutrientes necessários para seu pet - os chamados sintéticos, como vitaminas e minerais. “O ideal seria combinar a alimentação natural com a industrializada, procurando um equilíbrio, alternando o tipo de alimentação ou unindo as duas”, disse o especialista;

Anotaram todas as dicas, humanos? Então, agora comecem a pensar no cardápio do seu amigo peludo, porque, se você gosta de uma boa comida gostosa, a gente também tem esse direito, né não?!

Hoje eu fico por aqui, porque estou muito cansado! Ontem foi meu aniversário de 2 anos e a festa será amanhã. Tenho tido muito trabalho para organizar tudo!! Nos vemos na próxima semana com mais dicas sobre o mundo pet! Fui!

Relacionadas:
Cãolunista esclarece: “Será que eu entendo o que você fala?”
É verdade ou mentira? Cãolunista esclarece nove mitos sobre os cachorros; confira
Setembro Vermelho: Cãolunista faz alerta sobre doenças cardiovasculares em cães
Xiii, o Cãolunista está doente!! Saiba tudo sobre a babesia, conhecida como doença do carrapato
Fezes com sangue? Cãolunista afirma: “Há algo errado com o seu pet”
Conheça os sintomas da temida doença do carrapato que pode levar pets à morte
Cãolunista explica qual tipo de osso é bom para cachorro e faz alerta aos tutores

Classificação Indicativa: Livre