BNews Pet

Após ser resgatado e ter novo lar, cachorro não para de sorrir

Reprodução

Cão foi resgatado após ser baleado e atropelado

Publicado em 23/11/2021, às 20h38    Reprodução    Redação BNews

O cão Sanford foi resgatado por uma equipe de oficiais em Dallas, no Texas, nos EUA, após ser atropelado. Depois de um exame aprofundado, os socorristas descobriram que o cachorro também já tinha sido baleado. Apesar dos momentos difíceis que o cão passou, hoje em dia ele não parar de sorrir, pois encontrou um novo lar. 

Após ser resgatado, Sanford foi encaminhado para um pequeno abrigo em Dallas, onde ficou por uma semana. Esse abrigo não dispunha de muito espaço e nem recursos para tratar o animal, que não conseguia andar. Neste período, Sanfor não interagia com humanos e nem com os outros animais. Os trabalhadores do local contam que ele não demonstrava nenhuma reação e parecia se conformar com sua possível morte. 

“Ele estava fisicamente quebrado… e quando o voluntário foi vê-lo, ele realmente não fez nenhum esforço para vir e dizer olá”, disse Kerry Anechiarico, diretor executivo do Dallas DogRRR, ao The Dodo. “É quase como se ele tivesse desistido e estivesse apenas esperando a sua hora chegar”, acrescentou. 

Leia Mais:

Gato fica preso em concertina e é resgatado por bombeiros
Policiais pulam muro de casa para resgatar cachorro que estava abandonado

O animal foi submetido a alguns exames onde foi verificado que ele tinha várias costelas quebradas e um ferimento na perna direita. Ele ainda estava desnutrido, desidratado e infestado por pulgas e carrapatos.

Foi então que Karen Velásquez decidiu leva o cachorro para o abrigo onde ela presta serviço voluntário, o grupo Dallas Dog-RRR (Rescue, Rehab na Reform). De lá, Sanford foi encaminhado para o Hospital Veterinário de Dallas, onde ele fez algumas cirurgias para fixar as fraturas e corrigir as lesões na perna direita, causadas por arma de fogo. 

No período de recuperação, Karen levou o cachorro para sua casa como lar provisório e, desde então, ele não parou de sorrir, contou ela. Segundo Karen, os únicos momentos que Sanford não está sorrindo é quando está comendo ou dormindo. 

“Ele veio à minha casa no dia 1º de maio, poucos dias depois de receber alta do hospital”, explicou Velázquez. “Ele tem sido todo sorrisos desde então. Acho que no minuto em que ele veio para minha casa, ele percebeu que estava em um lugar seguro”, disse.

Aos 10 anos, Sanford já é considerado idoso, mas, sua tutora provisória garante que ele age como se fosse mais novo. “Ele é como o senhor mais velho que você vê em uma casa de repouso. Ele pode ter 95 anos, mas age como se estivesse na casa dos 50 ”, afirmou ela.

Leia Também:
Produtos que impedem cachorro de latir são vendidos no Brasil; ambientalista critica
Veterinário alerta para doença do carrapato com chegada das altas temperaturas
Cachorro brinca com “cão fantasma” no quintal de casa; assista

Acompanhe o BNews Pet também no Instagram.

Classificação Indicativa: Livre