BNews Pet

Tubarão na Barra: Prefeitura faz meme, internautas se divertem, mas biólogo alerta; Confira!

Reprodução/Redes Sociais

Com a legenda “ouvi boatos de que tubarão veio comemorar o ‘niver’ de Salvador!”, a Prefeitura conseguiu tirar boas risadas dos internautas

Publicado em 28/03/2022, às 19h30    Reprodução/Redes Sociais    Letícia Rastelly

O litoral baiano parece que tem servido de abrigo para tubarões neste mês. Já são, pelo menos, duas aparições registradas, sendo uma na Costa do Sauípe e, a mais recente, nesta segunda-feira (28), na região da Barra, em Salvador. O assunto que podia gerar aflição para qualquer Prefeitura, afinal, pode causar insegurança em banhistas e turistas, está sendo tratado de forma leve na rede social da “Prefs” de Salvador.
Com a legenda “ouvi boatos de que tubarão veio comemorar o ‘niver’ de Salvador!”, fazendo referência a celebração dos 473 anos da capital baiana, que será comemorado nesta terça-feira (29), a equipe da Prefeitura fez uma postagem nas redes sociais mostrando o desenho do tubarão com mais dentes que os dinossauros do parque, em Pituaçu, se banhando nas águas da Barra.
E se a Prefeitura não está levando a sério, menos ainda os internautas, que além de muitas risadas, fizeram piadas como: “Aqui tudo é resenha, avemaria” e “Salvador ‘tá’ muito bem frequentada” ou ainda “Pronto! Era só o que faltava”. Tudo, claro, acompanhado de emojis de gargalhada.
Leia também:
Mas será mesmo que o assunto é motivo para rir? Segundo o engenheiro de pesca, biólogo e professor da Universidade Federal de Alagoas (Ufal), o baiano Claudio Sampaio, a probabilidade de ter sido mesmo um tubarão é mínima, isso porque além de não existirem imagens do animal, o que nos tempos atuais é bem incomum, o Porto da Barra é uma área que assim como a toda a costa, tem sofrido com poluição e pesca irregular.
“Não é anormal quando um tubarão aparece na Costa do Sauípe, na região da Praia do Forte... mas no Porto da Barra a probabilidade é que tenha sido, na verdade, um golfinho, um boto... até mesmo pelas características descritas pelos banhistas que supostamente viram o tubarão, que sempre se referem a barbatana, que é uma parte comum a todos esses animais”, explicou o professor.
Claudio ressalta que os tubarões são animais em extinção, até por uma questão biológica, pois demoram para se reproduzir, o que minimiza ainda a mais a possibilidade do peixe ter aparecido na Barra. De todo modo, o biólogo lembra que o mar é um ambiente natural, onde há animais selvagens.
“O porto da Barra não é quintal da nossa casa. É um ambiente natural onde animais selvagens frequentam e vivem. Então a recomendação que eu dou é: viu algo? Identificando ou não do que se trata, saia da água devagar, sem desespero. Esses animais podem ter comportamentos inesperados de defesa”, alerta o professor.

Siga o BNews no Google Notícias e receba os principais destaques do dia em primeira mão

Classificação Indicativa: Livre