Cidades

Operação Backstage: valor de contratos de licitação fraudados em Palmas de Monte Alto ultrapassa R$ 3 milhões

Divulgação/PF

Operação foi deflagrada na manhã desta quinta-feira (11)

Publicado em 11/02/2021, às 13h10    Divulgação/PF    Redação BNews

A Polícia Federal cumpriu, na manhã desta quinta-feira (11), um mandado de prisão preventiva e outros 12 de busca e apreensão, durante a operação Backstage contra fraudes em licitações e desvio de verbas públicas na cidade de Palmas de Monte Alto, no sudoeste da Bahia. As investigações começaram em meados de 2019, quando surgiram informações sobre irregularidades nos processos de tomadas de preços feitos pela prefeitura do município.

De acordo com o delegado Rômulo Berger, foi apurado até o momento que todas as licitações foram direcionadas para uma empresa de engenharia que foi a única participante do processo licitatório. 

"Também foi apurado através de um acordo de colaboração premiada celebrado por um dos investigados que tudo isso era decorrente de um ajuste prévio entre o empresário e um emissário do prefeito de Palmas de Monte Alto que acertava um pagamento do ajuste de valores e depois realizava as tratativas para direcionar as licitações", explica.

Conforme as informações, a prefeitura estava favorecendo essa empresa, nos processos de construção de Unidades Básicas de Saúde, quadras esportivas e uma praça. 

Ainda segundo o delegado, os contratos celebrados pela administração municipal com a empresa de engenharia somam quase R$ 3,2 milhões, praticamente pagos todos com recursos do Sistema Único de Saúde (Sus) e do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb). Um escritório de contabilidade também é alvo das investigações.

"Foi apurado que para operacionalizar essas fraudes, um escritório de contabilidade prestava serviços para a prefeitura e funcionava como uma espécie quartel general de reuniões celebradas e acordos, e por isso, também foi alvo das investigações", disse.

O delegado informou ainda que a quantia de R$ 75 mil foi apreendida durante a operação.

A operação foi chamada de Backstage, que remete à palavra bastidor, tudo aquilo que acontece por trás das câmeras, palco ou cenário.

Classificação Indicativa: Livre