Cidades

Adolescente é encontrada desacordada em estacionamento após ser agredida por ex-namorado

Montagem BNews
A adolescente foi encontrada desmaiada dentro de um estacionamento em um residencial de Feira de Santana  |   Bnews - Divulgação Montagem BNews

Publicado em 29/06/2022, às 11h49 - Atualizado às 11h50   Redação BNews



Uma adolescente de 16 anos foi encontrada dentro do estacionamento de um condomínio, no bairro da Pedra do Descanso, em Feira de Santana, desmaiada e com diversos ferimentos pelo corpo, no último dia 12 de junho. O suposto agressor é o ex-namorado da vítima, um homem de 22 anos, identificado pela família da adolescente como Pedro Henrique.

Em contato com a reportagem do BNews, a mãe da vítima disse que estava em casa com o marido, no bairro de Feira IV, quando recebeu uma ligação da mãe do suspeito. Do outro lado da linha, a mulher pedia para que a genitora da adolescente fosse até o condomínio onde ela morava para dar suporte à filha, que “havia passado mal”.

No entanto, ela garante que ao chegar no local, a situação era outra: uma multidão formada por vizinhos estava ao redor da adolescente. Alguns deles, em tom de indignação, afirmavam à família da vítima que o que havia acabado de acontecer era “uma covardia”.

agressão

“As pessoas diziam que ela estava desacordada há uma hora, no meio do estacionamento. Havíamos ligado para o Samu [Serviço de Atendimento Móvel de Urgência], mas a equipe disse que só podia ir até o local na companhia da polícia. Liguei para a polícia, enquanto a mãe do ex da minha filha me pedia para não fazer aquilo, já que o filho dela não era um criminoso”, relata a mãe da garota, a secretária Ana Carolina Carahy.

Segundo Ana Carolina, na quinta tentativa, os policiais atenderam o seu chamado. No local do crime, os agentes orientaram encaminhar a garota para uma unidade de saúde, devido à gravidade da situação. A adolescente chegou ao Hospital EMEC com um leve quadro de traumatismo craniano, além de ferimentos na cabeça, seios e rosto. Ela só teve alta hospitalar três dias depois.

“No dia seguinte, fui até à Deam [Delegacia de Atendimento à Mulher], mas lá não fui acolhida, me disseram, simplesmente, que lá não pegava mais esses casos, principalmente porque ela tinha 16 anos. Um dos atendentes ainda brincou: ‘as jovens de hoje em dia estão demais, né mãe?’. Sequer me instruiu para que delegacia eu deveria ir”, completa a secretária.

O BNews entrou em contato com a assessoria de imprensa da Polícia Civil para checar as informações, mas, até a publicação desta matéria, não havia uma resposta.

Medida protetiva

Depois da negativa na Deam, a mãe da adolescente chegou a procurar uma unidade policial do bairro de Sobradinho, onde também não conseguiu formalizar o caso. Por fim, as agressões foram registradas na 1ª Delegacia de Polícia Territorial de Feira de Santana.

Agora, o que a família da vítima pede é uma nova medida protetiva para que eles possam se sentir mais seguros. “Não temos nenhum retorno da Justiça, minha filha está presa porque ele está solto, em festas. Minha filha ainda continua com as marcas das agressões. Ela vai precisar fazer tratamento psicológico”, finalizou Ana Carolina.

A mãe afirma ainda que essa não foi a primeira vez que o rapaz agrediu a sua filha. Segundo ela, a primeira agressão aconteceu em 2020, ano em que a jovem conseguiu uma medida protetiva contra o agressor. Mesmo após a violência, ela decidiu reatar com o suspeito às escondidas, sem o consentimento dos pais.

A reportagem não conseguiu contato com Pedro Henrique, mas reitera que o espaço está aberto para que ele possa dar a sua versão sobre o caso. Em resposta ao Mídia Ninja de Feira de Santana, o suspeito afirmou, por meio de mensagens enviadas pelo Instagram, que “nunca tocou na jovem” e que “nunca fez isso com mulher alguma”.

Siga o TikTok do BNews e fique por dentro das novidades.

Classificação Indicativa: Livre

FacebookTwitterWhatsApp