Na Sombra do Poder

Na Sombra do Poder: Todo Kiko tem seu Nhonho

[Na Sombra do Poder: Todo Kiko tem seu Nhonho]
Por: Reprodução Por: Editoria de Política 0comentários

Todo Kiko tem seu Nhonho

Depois desta coluna revelar o Kiko, do seriado Chaves, da capital baiana, [veja foto aqui], mais um personagem da comédia mexicana surge no município de Salvador. Desta feita nossa coluna foi buscar o amigo do Kiko: Nhonho e sua cara metade, o presidente da CMS Geraldo Jr. Depois de um belo tratamento odontológico, onde usou lentes de contato na parte superior da arcada dentária, a galera não perdoou e disparou a aparência absoluta com o nosso gordinho da TV Mexicana.

O bufão da Ademi

Um político peso-pesado baiano foi motivo de chacota durante a convenção da Ademi em Praia do Forte. Tudo porque o moço não se continha com sua flatulência exagerada e encostava-se às rodas de conversa disparando seus “torpedos” de modo a incomodar os presentes. Logo, a turma que não perde a piada o chamou no canto e o pediu que maneirasse. Com a cara de pau que Deus te deu, saiu rindo pelo gramado do resort como se nada tivesse acontecido.

O Inconveniente

Um legislador baiano acostumado a frequentar as altas rodas da sociedade baiana não perdeu a oportunidade de “penetrar” no evento do mercado imobiliário em Praia do Forte. Extremamente antipático e ‘entrão’, tentava a todo custo se aproximar de um grupo de convidados para falar-lhes em particular. Lá para tantas, como não conseguiu abertura, recolheu-se a seu apartamento e logo cedinho foi embora sem falar com ninguém. Que mala!

'Dilmou'

A deputada federal Dayane Pimentel "Dilmou". Essa é a resenha que varreu as redes sociais com essa publicação que remete ao estilo da ex-presidente Dilma Rousseff (PT). Muitas palavras, pouco sentido: “Priorizar as prioridades”.

#tbt - o bom filho à terra torna

Geddel está de malas [de roupas] prontas para retornar a Salvador. O STF já autorizou sua transferência da Papuda, em Brasília, para um xadrez soteropolitano e muitos [poucos] amigos estão ansiosos pra matar a saudade do querido emedebista. Não serão como os encontros de outrora com bebida e comida à vontade, mas vai dar pra relembrar as aventuras do passado.

Destreinados

A bancada de oposição na Assembleia Legislativa da Bahia dormiu o ano inteiro e quando acordou decidiu aventurar-se numa obstrução. Viu-se destreinada! Sem muita substância, o grupo apelou aos céus e improvisou um culto ecumênico pra matar o tempo e retardar a aprovação de matérias do governo. 

Mas, cheios de fé

Curve a cabeça, feche os olhos, vamos falar com Deus. No altar..ops, na tribuna da Casa, o deputado Jurailton (Republicanos) levantou uma oração para abençoar as almas que ainda circulavam nas dependências do Legislativo. Antes, o líder da minoria Targino Machado entoou uma canção gospel, reproduzindo o áudio do celular em um dos microfones do plenário.

E que venham pesquisas

Essa semana foi uma enxurrada de especulação com as pesquisas divulgadas para sucessão municipal de 2020. Um faz conta de lá, o outro almoça com o adversário de lá, uma verdadeira confusão. Sabe-se que as pesquisas não adiantam de nada agora, a não ser para agitar os atores para queimarem energia e gastarem dinheiro com almoço de articulação. Um sábio político baiano disparou em um shopping local: "meu filho, eu já vi pesquisa seis meses antes de eleição, mas 11 meses antes é conversa pra boi dormir". Será?

A saga do esquecido

“Até aqui esqueceram de você, Niltinho”, reclamou o vice-governador João Leão (PP), ao perceber que o nome do deputado estadual não estava entre os mencionados por ele nos agradecimentos durante a entrega da Comenda Dois de Julho ao presidente da Câmara Municipal de Salvador, Geraldo Júnior (SD), na Assembleia Legislativa da Bahia. Na segunda-feira (9), em pesquisa da Record TV Itapoan, que mostrou os favoritos para as eleições municipais em 2020, o nome de Niltinho, pré-candidato do PP para Salvador, também não pontuou na intenção de votos.

Stand up Comedy I

João Leão, a propósito, pode se ocupar com outra tarefa após as eleições de 2022: levar a população aos risos pelos quatro cantos da Bahia. Isso porque o político quando fala ao microfone não discursa, mas promove um verdadeiro show de stand up comedy, como pôde ser visto durante sua fala na eleição da nova direção estadual do PT-BA, no sábado (7). Teve direito até a um “pulinho” do palco. Falar de projetos para o futuro do estado? Não, prioridades, né?

Stand up Comedy II

Mas entre uma piada e outra, João Leão reservou espaço para alfinetar também. Após a militância presente no evento aclamar pela candidatura do senador Jaques Wagner ao governo do estado em 2022, o felino bradou: “Há oito dias ele [Wagner] estava me dizendo que agora era minha vez. Em 2014 já tinha dito que eu seria vice”. Declarações sérias em tom de brincadeira.

Latino sem regras

O vereador Duda Sanches, ao prestar homenagem ao presidente da Câmara Municipal de Salvador (CMS), Geraldo Júnior (SD), acabou se equivocando na concordância de uma frase e disse que Geraldinho é um dos vereadores que mais luta pela cidade, quando, na verdade, o correto seria dizer “um dos que mais lutam”. Parece que o vereador precisa se preocupar com as regras ortográficas tanto quanto se preocupa com cabelo.

Trapalhadas

No mesmo evento João Leão foi fazer gracejo e atrapalhou com os nomes das vereadoras Aladilce Souza e Marcelle Moraes. Escapou do constrangimento com um “você é muito querido”, referindo-se a Geraldo Júnior.

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Leia os termos de uso

jusnews

Na Sombra do Poder

PodCast

Mais Lidas