Na Sombra do Poder

Na Sombra do Poder: O Jeca Taradão do governo

[Na Sombra do Poder: O Jeca Taradão do governo]
Por: Reprodução/BNews/Divulgação Por: Editoria de Política 0comentários

O Jeca taradão do governo

Um gestor do alto escalão do governo do estado vem sendo considerado como o terror das servidoras. O rapaz se vale da posição que tem para assediar as profissionais. A coluna NSP recebeu informação de que duas delas já estão se preparando para apresentar uma queixa no Ministério Público por assédio. No quesito técnico, a pasta do Jeca taradão anda de mal a pior na gestão do ‘Correria’. O governador está de olho nele. O caso é: criatura imitando o criador - entendedores entenderão.

Félix aos leões

Após as recentes manifestações do deputado federal Félix Jr., sinalizando com a turma do prefeito ACM Neto, o governador Rui Costa passou internamente a jogar o cacique do PDT baiano aos leões. Fontes da NSP dão conta que o clima, que já não era bom, agora está o pior possível. 

Lá vem tiro e bomba aí

Fontes desta coluna garantem que pelos próximos dias vem chumbo grosso federal para alguns espertalhões baianos que operaram junto às empreiteiras em um passado recente. A delação do ex-presidente da OAS pega em cheio duas figuras bem conhecidas do meio político baiano, habitués de Praia do Forte e conhecedores de nobres vinhos franceses. Pelo jeito, vão tomar pérgola no frio de Curitiba.

Geddel tá vindo aí...

Depois de uma estadia indesejável na Papuda, em Brasília, Geddel Vieira Lima está voltando para sacudir Salvador. Ele continuará preso, mas só de pensar na proximidade geográfica, alguns políticos locais já começaram a tremer na base. Muita gente que vivia orbitando o ex-cacique emedebista nos restaurantes pomposos da Tancredo Neves, hoje sequer faz uma ligação telefônica. O único que segurou as pontas foi seu irmão e fiel escudeiro Lúcio Vieira Lima.

Identificação

Por falar em Lúcio, ele se sentiu bem à vontade na exposição sobre a vida e a obra Eliana Kertész. As peças lhe agradaram bastante, sobretudo pela silhueta espelhada. Ele mesmo fez piada da identificação. 

Quem tem medo de Geddel?

Mas, voltando a Geddel, fontes da NSP apontam que se o ex-ministro resolver falar sobre suas relações com a turma soteropolitana, muita gente vai ficar encalacrada. Empresários, lobistas, artistas, publicitários e pupilos que ele criou estão na lista dos que o abandonaram no momento de maior aperto. Esse bonde todo sabe que se o filho de Afrísio resolver falar, pode implodir a capital baiana.

Lista do vice

Vereadores e candidatos para 2020 estão em polvorosa com uma lista que passou a circular em grupos de WhatsApp com a sinalização daqueles que teriam o apoio do vice-prefeito Bruno Reis. O documento é atribuído ao virtual pré-candidato de ACM Neto e foi capturado em uma foto em cima da sua mesa de trabalho. Atenção aos nomes marcados de caneta verde...

Vingança se come em prato frio

A queda de Elmar Nascimento da liderança do DEM na Câmara Federal tem sido creditada nos bastidores a uma articulação feita pelo presidente nacional do partido, ACM Neto. A leitura é que Elmar vinha se agigantando rápido demais e teria abocanhado uma fatia generosa de cargos na Codevasf. As línguas mais ácidas dizem que Neto não esqueceu as críticas pesadas de Elmar contra ele e Zé Ronaldo nas eleições de 2018 e agora a vingança veio num prato frio. O mensageiro do apocalipse voltou ao chão da fábrica.

#tbt das antigas amizades

Não foi só agora que o prefeito ACM Neto (DEM) acendeu o cachimbo da paz com o governo do Estado. A relação dele com o galego Jaques Wagner (PT) não foi tão belicosa. Ambos, volta e meia, sempre eram visto aos abraços nas pautas institucionais e fora delas.

Efeitos colaterais da paz

O saldo da pauta conjunta entre o governador Rui Costa e o prefeito ACM Neto chegou à Assembleia Legislativa da Bahia e desagradou muitos oposicionistas. A bancada recebeu sinal verde de Neto para votar a prioridade da PEC DA Previdência que Rui mandou aos 45 do segundo de 2019. A minúscula bancada de oposição ficou ainda mais enfraquecida, sobretudo porque o tempo fechou entre o líder Targino Machado e o deputado Alan Sanches na troca de mensagens pelo WhatsApp. As trocas de gentilezas foram os efeitos colaterais da paz.

Em clima de Natal

Tirando isso, parece que as turmas dos palácios de Ondina e Thomé de Souza se divertiram bastante na inauguração do CAPS no bairro de Armação. O clima tava tão amistoso que o pessoal até pensou até organizar um amigo secreto. Só um pedido: quem tirou Rui, por favor, dá um relógio a esse homem. De preferência um smartwatch daqueles que vibram no pulso pra ver se ele toma tendência e cumpre o horário marcado nas pautas. 

Balanço

Em tempos de balanço, se a assessoria do governador computar as horas de atraso dele nos compromissos, vai ver que sobra bastante tempo. Não é correria, é falta de organização.

AL-BA sendo AL-BA

A Assembleia Legislativa da Bahia chega ao final das atividades plenárias mantendo a tradição de votar a toque de caixa uma enxurrada de títulos, honrarias e um sem número de projetos que nem mesmo os deputados sabiam explicar quando questionados pelos jornalistas. No meio desse alvoroço, a Casa deu sinal verde para o governo executar um orçamento de quase 50 bilhões de reais em 2020. Parabéns aos envolvidos!

Prioridades, né!?

Mas a peça bilionária ficou em segundo plano, já que os deputados se amontoaram em frente a um televisor na antessala do plenário para acompanhar a partida entre Flamengo e Al-Hilal pela semifinal do Mundial de Clubes. Prioridades, né!? E já que estamos falando que importa, o time brasileiro venceu de virada por 3 a 1 e pega o Liverpool na final.

Longa conversa

Inimigos mortais em Jequié, Zé Cocá e Euclides Fernandes tiveram uma longa conversa sentados juntinhos em um sofá na AL-BA. Dali pode sair novidade sobre o processo eleitoral da cidade natal da primeira-dama. A conferir.

Caneta Azul

Cansou de ouvir caneta azul? O deputado Jânio Natal não! Gostou tanto que vai ter o cantor Manoel Gomes como principal atração da sua festa de aniversário nesta quinta-feira (19), em Porto Seguro. Tomara que o mau gosto fique só na cena musical, porque se levar para a disputa municipal no extremo sul em 2020 corre o risco de ficar sem caneta alguma.

 


 

 

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Leia os termos de uso

jusnews

Na Sombra do Poder

PodCast

Mais Lidas