Na Sombra do Poder

Na Sombra do Poder: Menino amarelo

[Na Sombra do Poder: Menino amarelo]
07 de Janeiro de 2021 às 05:00 Por: Pixabay/ Reprodução/ Redes sociais/ Divulgação Por: Editoria de Política

Menino amarelo
Um famoso menudo dos tempos áureos de ACM Neto no Palácio Thomé de Souza agora vive chorando as pitangas aos amigos em Praia do Forte nos fins de semana. Após algumas vergonhas e goles de gin, o mancebo não resiste e cai no choro, literalmente. Alguns amigos da atual gestão Brunista já evitam até de convidá-lo para os rega-bofes no balneário. Sempre que ele surge com seu possante, é um corre para lá e corre pra cá. Ninguém quer segurar essa mala. E, para completar a novela, ele ainda criou muitos atritos com o atual cacique soteropolitano. 

O choro é livre 
Ano novo, vida nova. Licitações novas. Antigos “players” da turma de empreiteiros baianos já sentiram o peso da mão do atual gestor da capital. Alguns cafés da manhã e almoços no litoral já vêm sendo feitos desde o réveillon. Algumas figuras carimbadas nas “pequenas” obras da cidade já começaram a se queixar de não participar desses banquetes litorâneos. Antigos valetes ainda continuam a pilotar esses nada republicanos brunchs ao sol do verão baiano. Que comece o chororô… 

A lista do líder

Muitos figurões que circulam no meio político estão desnorteados desde o dia 04 de janeiro, quando passaram a folhear as páginas do Diário Oficial da Câmara de Salvador. A lista do líder com exonerações tem dado o que falar. Muitos imaginavam que Geraldo Júnior, com aquele jeitão sorridente de sempre que lhe peculiar, deixaria muita coisa como estava no meio da CMS. Não contavam com a astúcia do mandachuva por mais dois anos no Legislativo soteropolitano. Esses figurões que estavam acostumados a empregar parentes e aderentes agora estão preocupados. De acordo com apurações da NSP, o WhatsApp e o telefone do líder não param. Até o dia 14, muitos vão ficar sem dormir…

A herança de Mauro Ricardo 
A recém-nomeada secretária Giovana Victer dará o que falar. Essa dama vai agradar a poucos afortunados e desagradar uma grande parte dos contribuintes municipais. Dizem que a moça reza a cartilha do criador: há quem se lembre do furacão fiscal que o ex-secretário Mauro Ricardo atochou nos soteropolitanos na era Netista. É esperar para ver. 

O valete que preocupa 

Mais uma dor de cabeça para o recém-empossado Bruno Reis está prevista para pipocar na região do Garibaldi. A “equipe pensante” de Reis já imagina ter que eliminar do baralho um espinhoso valete. Um levantamento feito pela NSP mostra que o não tão jovem secretário aprontou poucas e boas em um passado bem recente. Ações do MP, queixas de servidores, denúncias de assédio e relações perigosas com alguns empresários preenchem o seu vasto currículo. Já tem gente que aposta como, se em um jogo de poker, um Royal Straight Flush que ele não chega até junho. 

Primeira mágoa de Bruno Reis 
Após levar o PDT para o colo de Bruno Reis na confiança do seu filho Randerson Leal ser eleito vereador de Salvador, o deputado estadual Roberto Carlos vai ser a primeira mágoa que o núcleo do terno de Reis vai ter que se debruçar para resolver. A Limpurb, que poderia surgir de tabela, acabou indo para a indicação do cacique Felix Mendonça Júnior, o que deixou o juazeirense a ver navios. 

Um trânsito muito louco
Sinal vermelho nos semáforos significa parar em absoluto. Falando nisso, o valete Marcus Passos já começa a gestão com dois abacaxis: o aluguel do galpão da Transalvador e a revisão do contrato de locação dos semáforos da cidade. A NSP teve informação e já está levantando os nada módicos valores dos “pisca piscas” que estão espalhados pelas vias da capital baiana. Muita gente graúda já está se remexendo em suas mansões no Horto Florestal. Será que o MP vai ter coragem de colocá-los na guilhotina? 

Estilos diferentes
Saem os black boys e entram os “Ricardinhos Almeida”. A moda vai ditar os novos tempos nos corredores do Palácio Thomé de Souza. Acostumado a usar calça jeans e camisa Ricardo Almeida, os seus valetes já procuraram trocar o guarda-roupa. Muitos estão reclamando do preço das polos feitas com Pima peruano. Alguns já passaram a recorrer ao Feiraguai aos fins de semana para comprar belas imitações, a fim de não desagradar seu chefe. 

Uma baleia diferente 

Acostumado a recebe baleias jubarte no Litoral Norte, o balneário de Praia do Forte recebeu uma visita de uma ilustre espécie, mas nem de longe trata-se do mamífero aquático. Estamos falando de um dos concorrentes mais fortes a comandar a Câmara Federal em Brasília: o deputado federal Baleia Rossi esteve hospedado no último fim de semana na mansão de um peso pesado do entretenimento baiano. Lá, pôde articular apoios e falar muito de política para poucos afortunados regados a Vega Sicilia e muito foie gras até altas horas. Alguns penetras foram barrados na portaria do suntuoso condomínio. Breve daremos nomes… 

Uma velha taturana 

Outro QG que também perpassou Praia do Forte foi o do lado da disputa para a terceira vaga da linha sucessória da Presidência da República. Baleia de um lado e Artur Lira (PP) do outro, este recepcionado pelo seu mais novo fiel escudeiro Elmar Nascimento (DEM). Praia do Forte parecia a chapelaria do Congresso Nacional. 

Folga boa

E o Soberano publicou e a gente repercute: Alberto Pimentel de folga no meio da semana em pleno início de gestão? Vai ter o ponto cortado? Começou bem…

A cantora de Bruno

Quem acompanhou de perto as andadas do ex-prefeito ACM Neto, conheceu duas figuras carimbadas que estavam em todo evento de rua, dona Ivete e dona Eunice, que já se foram para o plano espiritual em 2020. Mas se engana quem pensa que o novo prefeito Bruno Reis ficará sem uma fã de carteirinha. Eis que surge Roberta Carla, toda paramentada: ela acompanhou a posse e fez valer o posto de seguidora/fã!

No colo da falta de prestígio
O não pagamento do subsídio dos 376 defensores públicos baianos, no final do ano, caiu na conta do defensor público geral, Rafson Ximenes. A negativa da autorização da suplementação de R$ 13,7 milhões foi vista pela categoria como um desprestígio do chefe da instituição perante o Executivo estadual. Vale lembrar que, há dois anos, o governador Rui Costa enfrentou um homérico desgaste com os defensores públicos baianos por ter bancado a escolha do segundo colocado na lista tríplice. Parece não estar disposto a repetir.

Chutou o balde
E o defensor-geral chutou o balde. Enviou um comunicado para todos os defensores, listando as ações da gestão atual que contrariam Rui Costa. Se a relação já não estava boa, azedou de vez!

Podemos lá e low

Afinal de contas, o Podemos tá podendo? Rui Costa nunca foi fã de ver partido da sua base de namoro com adversário, mas pelo visto isso vai acontecer com o Podemos, que já está conhecido como o lá e low. Na Câmara de Vereadores, Sidinho diz, DIZ, que é independente e Emerson Penalva já é Bruno Reis de corpo, alma e coração. O que será da cruzada de Bacelar pela Seagri? Acho que vai minguar. 

Beija mão 
Detalhe na solenidade de posse dos secretários de Bruno Reis em uma pomposa estrutura ao lado do Palácio Thomé de Souza: tinha que praticamente beijar a mão de ACM Neto, que estava posicionado estrategicamente na lateral um pouco mais ao fundo. No vídeo ficou um enquadramento direitinho. 

Cantoria na Câmara
Irmão Lázaro (PL) que se cuide, não só ele vai ser o cantor da legislatura. Na solenidade de eleição da mesa diretora, dois arranharam no Plenário Cosme de Farias: Maria Marighella (PT) e Anderson Ninho (PDT). Transmitido pela TV e Rádio Câmara e tudo, veja os momentos:
 

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar