Coronavírus

Guarda Municipal pede que população colabore e não vá às praias de Salvador: ‘não há efetivo humano para cobrir toda a orla’

Dinaldo Silva/ BNews

Além das rondas, a corporação atuará também através de denúncias e contará com apoio da Polícia Militar

Publicado em 22/02/2021, às 20h23    Dinaldo Silva/ BNews    Márcia Guimarães

As praias de Salvador serão fechadas a partir de quarta-feira (24) e, para garantir que a população respeite o decreto da prefeitura, guardas municipais fiscalizarão a orla da capital baiana. Contudo, como a extensão litorânea é muito grande, não há efetivo humano para dar conta de todas as praias e o poder público espera que as pessoas colaborem e fiquem em casa.

“Iniciamos na quarta-feira mais uma grande operação. Já fizemos isso antes, em outro momento da pandemia. Contudo, agora a população está um pouco mais arredia às medidas restritivas. Temos uma extensão de praia muito grande e nunca haverá efetivo, nem se fosse no Exército, para cobrir fisicamente os 74 km de praia de Salvador. Por isso, programamos os trabalhos das equipes e as intervenções físicas, onde as equipes estarão de forma mais intensa”, explicou o diretor de segurança da Guarda Municipal de Salvador, Maurício Lima. 

Em entrevista ao BNews Agora, na Piatã FM, nesta segunda-feira (22), ele disse que, além das rondas, a corporação atuará também através de denúncias e contará com apoio da Polícia Militar. “A população precisa entender o momento importante que estamos passando e colabore com as medidas. É esse conjunto que fará com que as intervenções funcionem e os casos diminuam”, acrescentou o diretor. 

Classificação Indicativa: Livre