Coronavírus

São Paulo retira obrigatoriedade do uso de máscaras em ambientes fechados

Reprodução/TV Globo

Máscaras permanecerão obrigatórias, por enquanto, apenas em unidades de saúde, hospitais e transporte público como ônibus, trens e metrô.

Publicado em 17/03/2022, às 17h24 - Atualizado às 17h31    Reprodução/TV Globo    Redação

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), anunciou nesta quinta-feira (17) que assinou decreto que retira a obrigatoriedade da utilização de máscaras em ambientes fechados. O uso do equipamento de proteção em locais abertos já havia sido liberado no estado no dia 9 de março.

As máscaras permanecerão obrigatórias, por enquanto, apenas em unidades de saúde, hospitais e transporte público como ônibus, trens e metrô.

Leia também: Municípios baianos retiram obrigatoriedade de máscaras em ambientes abertos

"Finalmente sem máscaras! Acabo de assinar decreto que libera imediatamente o uso de máscaras em locais fechados em SP. O avanço da vacinação e a queda nas internações e óbitos permitem esta medida. Momento tão esperado depois de dois anos desafiadores. Estou muito feliz!", anunciou Doria.

“Com o crescimento da vacinação de crianças de 5 a 11 anos, possivelmente em duas semanas o governo pode avaliar a liberação do uso completo de máscaras. Mas isso vai depender da consciência de cada pessoa. Se tudo continuar correndo bem, até o dia 23 de março, São Paulo pode anunciar a liberação completa do uso de máscaras em todos ambientes e em todas as circunstâncias”, afirmou o governador.

Além da flexibilização da utilização de máscaras, o governo paulista também anunciou a liberação de 100% de público nos estádios de futebol.

Siga o BNews no Google Notícias e receba os principais destaques do dia em primeira mão!

Classificação Indicativa: Livre