Cultura

Lauro de Freitas: exposição conta história da freguesia de Santo Amaro

Mais de 10 placas em lona e ferro dão conta da trajetória

Publicado em 14/01/2013, às 19h10        Redação Bocão News - (Twitter: @bocaonews)

Montada na Praça da Matriz, a “I Exposição Santo Amaro de Ipitanga – 405 anos de história e tradição” sintetiza a história do município através de imagens do acervo cultural. Mais de 10 placas em lona e ferro dão conta da trajetória da freguesia de Santo Amaro de Ipitanga desde o seu surgimento até a sua emancipação em 1962.

Organizada pelo professor e historiador Gildásio Freitas e pela museóloga Kátia Cunha, a exposição tem caráter itinerante e ficará na Praça da Matriz até o dia 15 de janeiro, de onde será levada para o Shopping Estrada do Coco e depois para as praias de Ipitanga, Vilas e Buraquinho.

A ação é iniciativa da Secretaria de Cultura e Turismo (Secult), através da Divisão do Patrimônio Artístico e Cultural (DIPAC), dirigida por Gildásio Freitas, e faz parte das homenagens em comemoração ao dia do padroeiro Santo Amaro de Ipitanga, festejado no dia 15 de janeiro.

História

A freguesia Santo Amaro de Ipitanga tinha esse nome porque cresceu a partir da Igreja Matriz Santo Amaro de Ipitanga. Assim ficou até sua emancipação de Salvador em 1962, quando o vereador Paulo Moreira de Souza propôs substituir o nome da localidade de Santo Amaro de Ipitanga por Lauro de Freitas, homenageando o político Lauro Farani Pedreira de Freitas candidato a governador da Bahia falecido na campanha de 1950.

Programação

I Exposição Santo Amaro de Ipitanga: 405 anos de história e tradição

Dias 11 a 15/01
Local: Praça da Matriz

Dias 16 a 22/01
Local: Shopping Estrada do Coco

Dias 23/01 a 15/02
Local: Praias de Ipitanga, Vilas e Buraquinho

Classificação Indicativa: Livre