Cultura

Documentário vai mostrar sobre cena gay das décadas de 80 e 90 em Salvador

Genildo Coutinho

Cena Gay em Salvador será mostrada a partir do dia 3 de março

Publicado em 22/02/2022, às 11h11    Genildo Coutinho    Redação

A cena Gay, Lésbica e Simpatizantes (GLS) em Salvador, na década de 80 e 90 se concentrada, em sua maioria, na região do Centro da cidade. A Rua Carlos Gomes, próximo ao Campo Grande, abrigou boa parte das casas noturnas que contribuíram, por muito tempo, com sua história local. 

c(Rua Carlos Gomes, Salvador. Foto: Genildo Coutinho)

Para retratar o momento único, principalmente, de um dos maiores empreendimentos do local, o Bar Âncora do Marujo, que permanece até os dias atuais, que o maquiador e drag Galdino Neto, e o ativista Genilson Coutinho, vão lançar, no próximo dia 3 de março, no perfil do Instagram e no YouTube do site Dois Terços, o documentário “Rua Carlos Gomes: Apogeu e resistência da comunidade LGBTQIA+".

v(Foto Arquivo pessoal Lion)

“Nas minhas primeiras andanças pela Carlos Gomes, eu sempre me senti atraído pela magia e ferveção desse lugar, principalmente por podermos ser quem éramos de forma livre de olhares censuradores em anos tão difíceis para aqueles que se assumiram gay”, explicou Genilson Coutinho. O documentário terá duração de 1 hora.

Entre os nomes que foram chamados para entrevistar, estão: André Luiz Silva (Bagageryer Spilberg), Dion Santiago, Fabiane Galvão, Sérgio Augusto Duarte Tavares (Lion Schneider), Valécio Santos (Valerie O'rarah), Antônio Fernando (Âncora do Marujo), Livia Ferreira (UNALGBT da Bahia), Antônio Jorge (Boate Is'Kiss) e Genilson Coutinho.

O projeto tem apoio financeiro do Estado da Bahia através da Secretaria de Cultura (Prêmio Cultura na Palma da Mão/PABB) via Lei Aldir Blanc, redirecionada pela Secretaria Especial da Cultura do Ministério do Turismo, Governo Federal. 

Siga o BNews no Google Notícias e receba os principais destaques do dia em primeira mão

Classificação Indicativa: Livre