Direto de Brasília

Assinaturas são recolhidas para punir senadoras no Conselho de Ética

Parlamentares da oposição subiram na mesa diretora para impedirem a votação da reforma trabalhista

Publicado em 11/07/2017, às 17h18        Luiz Fernando Lima* e Juliana Nobre

O senador José Medeiros (PSD-MT) está recolhendo assinaturas contra as senadoras da oposição, Gleisi Hoffmann (PT-PR), Fátima Bezerra (PT-PR) e Vanessa Grazziotin (PT-AM) que ocuparam a mesa diretora do plenário do Senado, na manhã desta terça-feira (11), para impedirem a votação da reforma trabalhista. De acordo com Medeiros, as senadoras fizeram “baderna” e considerou o ato como “vergonha”.

Segundo Medeiros, a representação no Conselho de Ética seria individual, mas outros senadores tomaram parte para também assinarem o documento. “É contra os que estão fazendo baderna. Todo o Senado está revoltado com isso. Com vergonha alheia desse espetáculo que foi dado ao Brasil”, criticou.

Medeiros declarou ainda que o ato pode demonstrar que não há ordem no Poder Legislativo. “Isso é o fim do mundo, eles precisam, no mínimo, ser chamados para se explicarem. Porque senão não vamos precisar dos poderes legislativos, quem tiver mais força é só sentar na cadeira que manda”. 

Matéria relacionada:

Vídeo: oposição ocupa mesa no Senado e presidente manda apagar as luzes

*Luiz Fernando Lima, direto de Brasília

Classificação Indicativa: Livre