Economia & Mercado

Assinatura eletrônica pode gerar redução de até 90% nos processos de rotina das empresas

Reprodução / Redes Sociais
Redução, prevista por estudo, afirma haver economia média para empresas de R$ 55 por documento assinado  |   Bnews - Divulgação Reprodução / Redes Sociais
Verônica Macedo

por Verônica Macedo

[email protected]

Publicado em 03/06/2024, às 10h52 - Atualizado às 10h58



A digitalização dos processos é algo que vem conquistando cada vez mais espaço dentro das empresas. Em setembro de 2022, o IBGE divulgou o relatório PINTEC Semestral, que apontou que quase 85% das companhias entrevistadas declararam fazer uso de, pelo menos, uma tecnologia digital em seus processos. Impulsionado, principalmente, pela intensificação de atividades remotas, a assinatura eletrônica também ganhou espaço nesse cenário.

Clique aqui e se inscreva no canal do BNews no Youtube!

De acordo com a ZapSign, startup de assinatura de documentos por meios eletrônicos, a digitalização de documentação ajuda a reduzir em até 90% o tempo de formalização e gera uma média de R$55 de economia por registro.

“Quando as companhias migram para o digital, os benefícios vão além da agilidade. A logística de validação de um registro físico é extensa e gera muitos gastos para as empresas, custando em média R$55 por documento - entre impressão, deslocamentos para coleta de assinaturas, armazenamento e gerenciamento de cada registro”, explica Getúlio Santos, CEO da ZapSign. 

Outro ponto positivo destacado pelo executivo é a contribuição para as práticas ESG, com a redução do impacto poluente. De acordo com dados gerados pela própria empresa, que oferece um relatório de sustentabilidade para os mais de 1 milhão de usuários ativos, as assinaturas eletrônicas têm a capacidade de reduzir em 80% o uso do papel nos escritórios, o que contribui com a economia de 95% na emissão de CO² e 90% do consumo de água, ambos gerados pela produção do papel.

Atualmente, existe no mercado uma série de empresas que oferecem a possibilidade de assinatura digital de documentos. A validação pode ser realizada via e-mail e, como no caso da ZapSign, através do uso de aplicativos de mensagens, como WhatsApp e Telegram.

“Ter a funcionalidade em aplicativos de mensagem, em que a maioria das pessoas está acostumada, é um grande diferencial quando tratamos de praticidade. Notamos que o negócio vem crescendo cada vez mais. Só em 2023 registramos um aumento de 140% no uso da ferramenta”, disse Getúlio.

Segundo relatório da Grand View Research, a previsão é de que haja um crescimento de 36,2% no mercado de assinaturas digitais até 2030, alcançando o faturamento de 40 bilhões de dólares. 

Clique aqui e se inscreva no canal do BNews no Youtube!

Classificação Indicativa: Livre

FacebookTwitterWhatsApp