Eleições / Eleições 2022

Bolsonaro avalia minar candidatura de Roma para apoiar ACM Neto; entenda

Imagem Bolsonaro avalia minar candidatura de Roma para apoiar ACM Neto; entenda

Uma vez já eleito, Neto não teria empecilhos em atrelar sua imagem ao presidente Jair Bolsonaro

Publicado em 23/05/2022, às 11h10 - Atualizado às 11h35        Daniela Pereira

Ao que tudo indica, a cúpula de campanha do presidente Jair Bolsonaro (PL) vem debatendo a possibilidade de abrir mão de candidaturas do PL a governador em Minas Gerais e Bahia para se reaproximar de candidatos mais fortes nesses dois estados.

Segundo informações do Valor Econômico, em conversa com o presidente nacional do PL, Valdemar Costa Neto, o deputado federal Elmar Nascimento (UB) disse que a força de Lula (PT) na Bahia impede a possível aliança Neto-Bolsonaro em primeiro turno.

No entanto, a retirada da candidatura do ministro da Cidadania, João Roma (Republicanos), aumentaria a chances de eleição do ex-prefeito de Salvador no primeiro turno e, consequentemente, um resultante apoio a Bolsonaro no possível segundo turno contra o petista.

Uma vez já eleito, Neto não teria empecilhos em atrelar sua imagem ao presidente Jair Bolsonaro.

Apesar de já ter sinalizido uma possível aproximação do ex-presidente Lula, Neto segue sem declarar apoio a um presidenciável. A atitude do ex-prefeito tem sido alvo de críticas do governador Rui Costa e seus aliados.

Roma, que já foi aliado de Neto, atualmente é seu opositor ferrenho e, inclusive, já acusou o ex-prefeito de Salvador de explorar com oportunismo o capital político-eleitoral do presidente Bolsonaro.

Leia Mais:

Eduardo Bolsonaro rechaça aliança de Roma com Neto: 'está inclinado a Lula'

Porciúncula afirma que ACM Neto está "desesperado" por aprovação de Bolsonaro

Filho de Bolsonaro admite que hoje o planejamento é lançar Roma senador no grupo de ACM Neto

Siga o BNews no Google Notícias e receba os principais destaques do dia em primeira mão!

Classificação Indicativa: Livre