Eleições / Eleições 2022

Otto Alencar rebate discurso de "chapa jovem" citado por ACM Neto em convenção

Divulgação

ACM Neto oficializou candidatura ao Governo da Bahia nesta sexta-feira (5)

Publicado em 05/08/2022, às 16h32 - Atualizado às 16h50    Divulgação    Eduardo Dias

O senador e candidato à reeleição, Otto Alencar (PSD), rebateu o discurso de "chapa jovem" citado pelo candidato ao Governo do Estado, ACM Neto (UB), em discurso de oficialização da candidatura em Salvador nesta sexta-feira (5).

Ao iniciar sua fala e mencionar os casos de violência em Salvador, a exemplo da morte da estudante Cristal Rodrigues, Neto exaltou importância de valorizar a juventude e citou sua chapa majoritária como exemplo, onde ele é o mais velho dos três, com 43 anos. 

"Estamos aqui hoje para lutar pela juventude da Bahia. E é por esse motivo que aqui hoje, na chapa que eu apresento aos baianos, aos 43 anos eu sou o 'coroa'. Imaginem só se algum dia seria possível pensar que numa chapa com candidato a governador, vice-governador e senador, o mais velho de todos teria 43 anos. Aqui está a nossa clara demonstração, do compromisso maior de compreender quais são os sentimentos da juventude da Bahia e de projetar o futuro para os nossos jovens", afirmou ACM Neto. 

A fala, no entanto, foi vista por Otto como "precontetuosa e excludente" para alguém que deseja ser governador da Bahia. Segundo o senador, ACM Neto desrespeita o estatuto dos idosos e a história do próprio avô, que foi candidato a senador em 2002 com 75 anos de idade, um a mais que ele, que tem 74.

"Primeiro, eu acho que é uma declaração precontetuosa e excludente para alguém que deseja ser governador da Bahia. Uma crítica a pessoas de mais idade e desrespeita o estatuto dos idosos e desrespeita a historia do avô, que foi candidato a senador em 2002, com 75 anos de idade. E ele não foi com a ideia de se aposentar ou de fim de carreira, foi até pela vontade politica dele e eu lamento essa posição, mas me encoraja muito a desafiar ele a qualquer embate comigo de ideias, porque a idade, a modernidade e contemporaneidade não está na certidão de nascimento. A atualziação permanente que tem que está na política", afirmou o senador ao BNews

Otto também comentou que a fala de Neto faz com que ele chegue a pensar que esse foi o motivo da saída do vice-governador João Leão (PP) da disputa pelo Senado e da não escolha do ex-prefeito de Feira de Santana, Zé Ronaldo (UB) para a vice.

"Cheguei ao seguinte diagnóstico: ele tirou Leão por isso, ele achava Leão mais velho, e deve ter tirado Zé Ronaldo da vice por isso também. Ele reafirma um preconceito odioso, de certa forma atrasado, que não deveria estar na cabeça de um candidato ao governo", pontuou.

"Eu nunca o provoquei, é uma provocação indevida, descnecessária e, até certo ponto, de pouca inteligência politica. O debate tem que ser das ideias, do programa, sobre educação, saúde, economia, fome, preço dos combustíveis, IPTU, impostos, sobre tudo. Eu jamais me colocaria para outro debate que não fosse para esses temas. Não faria em momento algum uma declaração como ele fez de dar uma surra em Lula, até porque se eu fosse fazer isso seria uma descortesia e falta de ética com qualquer outro político", completou o senador.

Siga o TikTok do BNews e fique por dentro das novidades.

Classificação Indicativa: Livre