Política

Rui nega encontro com Dayane e confirma aproximação com Targino e Marcell Moraes

[Rui nega encontro com Dayane e confirma aproximação com Targino e Marcell Moraes]
24 de Novembro de 2020 às 11:35 Por: Vagner Souza/BNews Por: Nilson Marinho e Luiz Felipe Fernandez

O governador Rui Costa (PT) negou que tenha encontrado com a deputada federal Dayane Pimentel (PSL), para negociar o seu apoio à candidatura de Zé Neto (PT) em Feira de Santana. Em uma live na noite desta segunda-feira (23), a presidente do partido na Bahia voltou a dizer que não votaria nunca no atual prefeito Colbert Martins Filho (MDB).

Por outro lado, o petista confirmou que conversou com o deputado cassado Targino Machado (DEM), que rompeu após anos com o grupo do ex-prefeito José Ronaldo (DEM), e também com o deputado estadual Marcell Moraes (PSDB), que já manifestou o apoio a José Raimundo em Vitória da Conquista, onde o PT repete a dobradinha com o MDB, do prefeito Herzem Gusmão.

Em entrevista coletiva nesta terça-feira (24), no evento de inauguração do novo posto SAC no bairro de Pituaçu, em Salvador, Rui explicou que a articulação com Targino envolveu o filho do deputado, médico-cirurgião eleito prefeito em São Gonçalo do Campo.

Segundo o líder do Executivo na Bahia, o apoio de antigos opositores se dá muito mais por uma percepção do sentimento do eleitorado, do que propriamente por uma conjectura política.

"Não posso reclamar quanto muitas pessoas constatam que o melhor candidato é o que a gente apoia. Dayane, que eu saiba, declarou que votaria nulo, que não votaria em Colbert. Estive conversando com Targino, pedi para o secretário de Saúde atender o filho dele, que se elegeu em São Gonçalo dos Campos e pediu apoio para que a gente faça funcionar o hospital de São Gonçalo, que de fato a produtividade é baixa, quase nula", declarou Rui, que lembrou que o seu pai é natural da cidade da região metropolitana de Feira de Santana.

"Dayane não [encontrei], Marcell sim, lá encontrei com ele [...] teve 16 mil votos em Conquista, ele evidente que pela votação expressiva, anda na rua e é pressionado pelas pessoas, que dizem que o transporte não funciona. Ele ficou do lado dos eleitores que falam para ele, simplesmente alguém que é político, querendo manter a sintonia com o seu eleitorado. 'Esse prefeito é um desastre, você não pode votar nele de jeito nenhum", completou.

Após derrota por uma margem de meio milhão de votos em Salvador, Rui garante que está confiante com a disputa neste domingo (29) no segundo turno em Conquista e Feira - as duas maiores cidades do estado, atrás somente da capital-  principalmente pela fragilidade das atuais gestões de Herzem e Colbert Martins, respectivamente. 

A possibilidade de vitória do PT nos municípios, segundo Rui, já faz com que os seus adversários apelem para uma tática com o "mesmo estilo de Bolsonaro", a partir da disseminação de "fake news".

"As gestões atuais são frágeis do ponto de vista da administração pública, tanto em Feira quanto em Conquista. O transporte público está um caos, a população não consegue marcar consulta em postos de saúde, há uma insatisfação com as duas gestões, em Feira e Conquista. Tanto que essas duas cidades estão apelando muito para fake news, muita calúnia sendo difundida, mesmo estilo de Bolsonaro em 2018, espalhando notícias falsas nas redes sociais, no 'zap', para, no desespero, tentar reverter as tendências da eleição", disparou.

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar