Entretenimento

Organizadores do Sauípe Fest minimizam surto de meningite

Imagem Organizadores do Sauípe Fest minimizam surto de meningite

Vírus matou funcionários e hóspede pouco depois do Sauípe Folia

Publicado em 05/10/2011, às 15h39        Rafael Albuquerque

Aconteceu na tarde desta terça-feira (4) o lançamento do Sauípe Fest 2011. Em meio às polêmicas do surto de meningite no Complexo Costa do Sauípe, a 2GB Entretenimento, o Grupo Notável e a Cara Caramba Produções – representadas pelos seus empresários competentes, experimentados e corajosos - deram a cara a tapa e realizarão o evento no olho do furacão. "Seria um tiro no pé não realizar o evento. Estamos seguros do sucesso da festa. Foi uma fatalidade esse problema com meningite em Sauípe", afirmou Rodrigo Melo, sócio do Grupo Notável. O problema é que apesar de os funcionários terem tomado a vacina e o local ter passado por uma profilaxia total, o medo dos hóspedes é grande, apesar de o representante do Complexo minimizar os efeitos pós-crise: "Estamos com a ocupação esperada para esse período do ano". Joaquim Nery, da Cara Caramba, salientou: "Não tinha porque suspender o evento. Adiamos apenas o lançamento".


A organização do evento, prevendo os questionamentos - pertinentes - dos jornalistas, pelo menos daqueles que estão realmente preocupados com a verdade, e não só em encher a pança no almoço de lançamento, levou à coletiva o Dr. Carlos, professor de infectologia da Ufba. Ele ressaltou - e não seria diferente, é claro, que "os casos aconteceram de modo isolado nos funcionários. Foi uma propagação por contato contínuo. A meningite está o tempo todo em vários lugares. Tem que haver uma cadeia grande de eventos para que haja a contaminação. A frase soou como música para os organizadores do Sauípe Fest 2011.







Organizar um almoço no requintado Baby Beef para a imprensa é fácil. Difícil será convencer a população a curtir Chiclete com Banana, Timbalada, Tomate, Cheiro de Amor, 5%, Fernando & Sorocaba, Tuca e Oito7Nove4 no Complexo Costa do Sauípe, onde pouco antes do Sauípe Folia, em setembro, várias pessoas - inclusive um hóspede - morreram por causa da meningite meningocócica do tipo C, a forma mais perigosa da doença.


Aliás, os comentários dos produtores do evento e de parte dos jornalistas presentes eram contrários à divulgação massiva na imprensa da notícia do surto em Sauípe. Salientaram que se fosse em outros estados não teria tanto destaque. O que a 2GB, Cara Caramba e Grupo Notável, e seus notáveis representantes, devem entender é que o caso da Bahia foi gravíssimo. Algumas pessoas não sabem, mas a secretaria da Saúde do estado sabia do ocorrido, das pessoas contaminadas no período próximo ao Sauípe Folia, e ainda assim não avisou à organização do evento sobre o fato. Sendo assim, a Sesab não respeitou o direito de quem iria ao evento escolher – mediante a situação de risco – escolher. Certamente, o evento, que não foi sucesso de público, seria muito mais vazio caso fosse emitido um aviso que ali, no Complexo Costa do Sauípe, funcionários e hóspede contraíram a meningite. Esse direito da informação foi negado e isso merece destaque internacional, se for o caso.








Mediante a problemática, se não houver uma divulgação em massa do Sauípe Fest, vai ser um grande prejuízo não só para as produtoras kamikazes, mas para o próprio Complexo, que já perdeu - segundo eles foi uma decisão pensada com a Setur - o Brasil Open de Tênis 2012, evento que tradicionalmente acontecia no local. Aliás, a justificativa do representante do Complexo no lançamento do Sauípe Fest 2011 não poderia ser outra: "A decisão foi tomada com base no resultado financeiro que traria. Decidimos em conjunto com a secretaria do Turismo. Em 2012 o Brasil Open não será lá. Depois, não sei". Ah, Tuca Fernandes e Tomate compareceram ao lançamento. Eram só sorrisos. Mas isso é normal. Devem estar devidamente vacinados.

Notícia postada originalmente às 9h39 desta quarta-feira (5).

Fotos: Gilberto Júnior - Bocão News

Classificação Indicativa: Livre