Entretenimento

Rodrigo Santoro vai estrelar série com ator que fez o "professor" em La Casa de Papel

Divulgação

O brasileiro será protagonista de "Sem Limites", nova produção mundial da Amazon

Publicado em 23/04/2021, às 07h42    Divulgação    Redação BNews

A Amazon já tem seus escolhidos para estrelar sua nova produção mundial. Intitulada "Sem Limites", a minissérie de ação e aventura, vai contar em quatro capítulos a expedição que entrou para a história por ser a primeira a dar a volta ao mundo —marco que completa 500 anos em 2022.

Quem dará vida a Fernão de Magalhães, o protagonista, será Rodrigo Santoro, que já está na Espanha, onde deverá ficar pelos próximos três meses, já que a trama será falada em espanhol. Quem divide o protagonismo com o brasileiro é o ator Álvaro Morte, o Professor de "La Casa de Papel".

"O que esses homens realizaram foi absolutamente extraordinário. Uma missão quase impossível e que acabou mudando a história da humanidade, provando que a Terra era realmente redonda", diz Santoro. "Magalhães é um personagem extremamente interessante, que à primeira vista pode parecer apenas um aventureiro corajoso e destemido, mas na verdade está cheio de conflitos e contradições", completa.

Para o ator, o maior desfio é encontrar uma forma de humanizar o papel. "É interessante porque, por um lado, tenho muitas informações sobre o personagem que me ajudam e servem de base para criá-lo, mas, por outro lado, também tenho um compromisso com a história", afirma.

Apenas 18 marinheiros voltaram da expedição três anos depois no único navio que resistiu à aventura, sob o comando do espanhol Juan Sebastian Elcano, papel de Álvaro Morte.

Santoro conta que durante o período de quarentena no Brasil se aprofundou nos estudos e pesquisas para fazer o personagem. "Por um ano estive conversando com historiadores e lendo muito, especialmente sobre Magalhães. Ele tem uma imagem muito polêmica de um herói, de um vilão, mas o que me surpreendeu foi como por trás dessa imagem encontrei um homem com conflitos profundos e cheio de humanidades."

Para ele, uma das lições que tirou ao se aprofundar na história de Magalhães foi que, apesar dos muitos obstáculos que enfrentou, ele não desistiu da expedição. "E foi precisamente porque nunca desistiu que conseguiu mudar a história para sempre. Para mim, o que ele fez é a mais pura representação de resiliência e perseverança", destaca.

O ator brasileiro também disse ter consciência que a pressão sobre o trabalho "é inevitável". "Mas você tem que lidar com ela. E trabalhar seus nervos não só pelo tamanho do projeto, mas porque é uma grande produção que está sendo realizada em tempos muito desafiadores que nos limitam. Certamente um desafio gigantesco em todos os sentidos. Mas seguramente não é maior do que o que viveu Magalhães", complementa.

Classificação Indicativa: Livre