Entretenimento

Sertanejo diz que não se posiciona sobre política por achar desnecessário: "guardo para mim"

Divulgação

O cantor afirma que tem como objetivo de ser conhecido apenas pela sua música

Publicado em 23/06/2021, às 07h39    Divulgação    Redação BNews

Diferente do que muitos artistas vem fazendo nos útimos tempos, entrando cada vez mais nas discussões políticas do país, a exemplo de Ivete Sangalo que disse ser contra o governo Bolsonaro, Felipe Araújo acha desnecessário "comprar essa briga". Em entrevista à Folha de S. Paulo, o sertanejo afirmou que não se posiciona sobre assuntos polêmicos por achar desnecessário.

“Não gosto de me posicionar sobre nada, quero ser conhecido por minha música. Tenho opiniões e as guardo para mim, não vejo necessidade de soltar para todos. Meu objetivo é mudar a vida das pessoas, levar alegria, através do meu trabalho.”

O cantor garante que não tem medo de represálias, mas que não ver mesmo necessidade de expor o que pensa. “Se todos convergissem e todos concordassem seria um saco”, brinca ao dizer que acredita que para muitas pessoas a opinião só vale se for a mesma.

Questionado sobre quando desejou melhoras ao então candidato à Presidência Jair Bolsonaro, que havia sido esfaqueado em 2018, o cantor disse que não o fez por ele ser seu candidato. “Mas a galera entendeu tudo errado e eu deixei pra lá mesmo.”

Classificação Indicativa: Livre