Entretenimento

Paparazo entrevista Eloah Uzêda

Imagem Paparazo entrevista Eloah Uzêda

Nos batidores, ela fala abertamente sobre sexo

Publicado em 21/09/2010, às 08h17        Redação Bocão News

Sob as lentes do fotógrafo Marcos Serra Lima, a assistente de palco do “Caldeirão do Huck” Eloah Uzêda, posou pela segunda vez para o site Paparazzo. Nos bastidores do ensaio, a “coleguinha” do Caldeirão revelou que não tem muitos pudores na hora do sexo.

Para a loira, vale tudo entre quatro paredes: ’não tenho pudores com quem amo. Claro que tem que agradar os dois. Não faço nada apenas para agradar quem está comigo. Mas se eu estiver a fim, me entrego. Deixo as coisas rolarem. Uma vez, transei em uma piscina com dia claro. Tinha outras pessoas lá”, conta.

Confira abaixo a entrevista completa e  algumas fotos selecionadas pelo Bocão News:


Paparazzo - Você já posou para o Paparazzo antes. O que mudou desde aquela época?

Eloah Uzêda - Quase tudo! Tenho mais maturidade profissional. E hoje me sinto mais bonita. Acho até que naquela época tinha um corpo melhor, mas hoje me conheço mais. Sei meus pontos fortes e fracos e o que valorizar. Acho que isso me deixa mais segura e faz me sentir mais bonita.

Paparazzo -  Você fica a vontade posando com pouca roupa?

Eloah Uzêda - Não acho difícil fazer isso, é bem tranquilo. Depois eu até fico constrangida – os amigos veem e sempre tem aquele engraçadinho que vai fazer uma piada e me deixar sem graça (risos). Mas na hora dos cliques, é uma equipe inteira voltada apenas para o resultado. Não tem grilo.

Paparazzo - Qual a melhor maneira de ser seduzida?

Eloah Uzêda - Tem de ser discreto – um olhar, um elogio. Melhor do que sair agarrando. Às vezes acontece de um cara chegar assim, pegando. Não gosto. Geralmente corto logo com o olhar, nem deixo se aproximar.

Paparazzo -  Vale tudo entre quatro paredes?

Eloah Uzêda - Não tenho pudores com quem amo. Claro que tem que agradar os dois. Não faço nada apenas para agradar quem está comigo. Mas se eu estiver a fim, me entrego. Deixo as coisas rolarem. Uma vez, transei em uma piscina com dia claro. Tinha outras pessoas lá!

Paparazzo - Que tipo de carinho você mais gosta?

Eloah Uzêda - Beijo na boca. Adoro!

Paparazzo - Na cama, é melhor um homem romântico ou com pegada?

Eloah Uzêda - Prefiro um homem com pegada. Romantismo é uma coisa que você constrói no dia-a-dia, durante a relação. A pegada ou o cara tem ou não tem.
Paparazzo - O que é uma transa ideal?

Eloah Uzêda - Não é uma fórmula. A melhor transa é aquela que a gente quer muito.

Paparazzo - E a pior?

Eloah Uzêda - Pra mim, a primeira foi a pior. Você não sabe o que fazer. É desconfortável... Acho que toda mulher passa por isso.

Classificação Indicativa: 18 anos