Famosos

Academia é autuada pelo Procon após reclamação de Léo Santana

[Academia é autuada pelo Procon após reclamação de Léo Santana]
Por: Reprodução / Instagram Por: Tiago Di Araujo 0comentários

Quem acompanha Léo Santana nas redes sociais sabe que mesmo com a rotina corrida, o cantor não deixa de treinar. Entre um show e outro, em diferentes cidades do país, o Gigante recorre a diversas academias para manter a musculação em dia. Mas, no último final de semana, Léo teve que ficar sem treinar por causa de uma norma da academia, que gerou indignação do artista e acabou resultado em autuação por parte do Procon.

Após se apresentar em Aquidauana, o cantor desabafou nas redes sociais por ter sido impedido de malhar em uma unidade da Smart Fit, na cidade de Campo Grande, em Mato Grosso do Sul, única que estava aberta no horário disponível pelo Gigante. Ele foi até o local com três colegas que tocam em sua banda, foi informado do preço da diária e, ao tentar efetuar pagamento, a funcionária informou que a academia não aceita dinheiro, apenas cartão.

“Eu disse para ela: não diga isso, é a única academia aberta, me ajude! Eu estou com três da banda aqui que também querem treinar. Aí ela falou: 'tá bom, entre você aqui'. Eu digo 'sozinho não, os demais querem treinar e estão com dinheiro para pagar' e ela disse que não, só no cartão”, afirmou o cantor no desabafo. Ele acrescentou ainda que agradeceu o atendimento e foi embora sem treinar. “Norma da casa, beleza, mas chega a ser ridículo mesmo você com dinheiro para pagar o que você quer consumir e você não pode. Esse é o nosso país, vai entender Smart Fit”, encerrou.

Após repercussão do vídeo nas redes sociais, uma equipe do Procon foi até o local. Segundo informações divulgadas pelo site Correio do Estado, a academia já é alvo de diversas outras denúncias de usuários por irregularidades em torno de informações e preços. Por lá, os fiscais constataram que no caso de pagamento mês a mês, o pagamento é admitido apenas por cartão de crédito ou débito. Dinheiro vivo é aceito apenas para quitar pagamento adiantado de doze meses de serviço, o que configura exigência de vantagem excessiva e fere o Código de Defesa do Consumidor.

Em nota, a Smart Fit "esclarece que cumpre rigorosamente a lei no exercicío de suas atividades e que quaisquer irregularidades, se existentes, serão solucionadas".

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Leia os termos de uso

jusnews

Na Sombra do Poder

Eduardo Entrevista

Mais Lidas