Entretenimento

Mesmo após resolver problema do filho, cantor de pagode continua afastado de banda; saiba detalhes

Ilustrativa/ Pixabay
Após denúncia ao BNews, mãe da criança conseguiu autorização para levar o filho para a Suiça  |   Bnews - Divulgação Ilustrativa/ Pixabay
Juliana Barbosa

por Juliana Barbosa

[email protected]

Publicado em 05/07/2024, às 08h54 - Atualizado às 11h04



Após uma entrevista exclusiva ao BNews, onde Reice Veridiana denunciou que o cantor Alan Pimenta não estava cumprindo suas obrigações parentais, novos desenvolvimentos surgiram no caso que envolveu o artista e a mãe de seu filho, de apenas 10 anos.

Inscreva-se no canal do BNews no WhatsApp.

Na denúncia anterior, Reice explicou que enfrentava dificuldades para conseguir autorização do genitor da criança para que o menino pudesse se mudar para morar com ela na Suíça. No entanto, após a repercussão da matéria, Reice conseguiu a autorização necessária para que o filho viajasse com ela.

"Após a sua matéria e a repercussão que teve, o pai assinou a liberação da criança! Com a ajuda da Bada Kortezia e do empresário Beto Baido! Não foi fácil, ele não iria assinar.  Mas, se curvou ao impacto e resposta de o BNews deu!", disse Reice.

Reprodução Instagram
Reprodução Instagram

Em uma nova abordagem com nossa equipe, o empresário da banda Kortezia, Beto Baido, confirmou que Alan Pimenta foi suspenso do processo seletivo para se tornar o novo cantor do grupo. Em nota oficial, o empresário declarou:

"Assim que soubemos da situação, decidimos suspender o processo de testes com Allan para que ele pudesse focar na resolução desta questão pessoal. A Kortezia prioriza sempre pela verdade, o fortalecimento das famílias e o bem-estar de todos os envolvidos. Oferecemos para ambos todo o suporte necessário para um desfecho positivo, reafirmando o nosso compromisso com a integridade e respeito aos direitos das mulheres e das crianças.

Embora Allan tenha total espaço na banda, entendemos que ainda é cedo para retomar os trabalhos devido ao desgaste emocional natural deste caso. Este é um momento de serenidade e comemoração pelo desfecho saudável. Ficamos satisfeitos com a maturidade de Allan em resolver a situação de forma amistosa com Reice, mãe de ****. Não esperávamos menos dele. O bem-estar de um filho deve ser sempre prioridade para os pais."

Classificação Indicativa: Livre

FacebookTwitterWhatsApp