Esporte

Vitória dá vexame em casa e fica mais longe do acesso

Rubro-negro perde para o Barueri no Barradão

Publicado em 05/10/2011, às 07h34        Galáticos Online

Se arrependimento matasse, mais de sete mil rubro-negros estariam mortos. Eles atenderam ao apelo do técnico Vágner Benazzi e  estiveram no Barrradão na noite desta terça-feira, 04, para prestigiar o Vitória e voltaram para casa desconsolados com a derrota por 2 a 1 para o Grêmio Barueri, resultado que praticamente sepultou as chances do Leão de continuar sonhando com o acesso.
Com o resultado, o Vitória segue com 40 pontos e se vê a distância da zona de classificação para a Série A aumentar para oito pontos. De quebra, foi superado pelo Criciúma e perdeu mais uma posição na tabela, passando para a nona colocação.
O Barueri, agora com 37 pontos, é o 11º. Na próxima rodada, o Vitória encara o Bragantino, fora de casa, sábado, no mesmo dia em que o Barueri recebe o lanterna Duque de Caxias.
Os gols do triunfo da equipe paulista saíram no primeiro tempo: aos 14min, Saldanha invadiu a área livre de marcação e tocou na saída do goleiro Fernando. Aos 46min, Alê ganhou a dividida com a zaga rubro-negro pelo alto e empurrou a bola para o fundo das redes, para desespero da torcida, que respondeu com uma sonora vaia, logo que o árbitro Alinor Paixão trilou o apito final do primeiro tempo.
No segundo tempo, o técnico Vágner Benazzi colocou mais dois atacantes em campo, Lúcio Flávio e Neto Baiano, mas quem descontou foi o titular Fábio Santos, que foi derrubado na área e converteu o pênalti sofrido aos 33min. 
O Vitória intensificou a pressão, mas a equipe do técnico René Simões soube administrar o resultado, para a revolta da torcida rubro-negra.
VITÓRIA 1 x 2 Barueri
Vitória
Fernando; Léo, Alison, Jean e Gilberto; Zé Luís (geraldo), Charles, Preto (Lúcio Flávio), Arthur Maia (Neto Baiano) e Geovanni; Fábio Santos.
Técnico: Vágner Benazzi
Barueri
Juninho; Marcos Pimentel, Rodrigo Arroz, Edson Borges e Guto; Alê, Ademir Sopa, Anselmo (Diego Giaretta) e Alex Maranhão (Gil); Saldanha e Léo Gamalho (Zé Carlos). 
Técnico: René Simões
Data: 04/10/2011 
Local: Estádio Barradão, em Salvador
Arbitragem: Alinor Silva da Paixão (MT). Assistentes: Cleriston Clay Barreto Rio (Asp. Fifa/SE) e Jadir Leite Pimenta (MT).
Renda: R$ 75.270,00
Público: 7.178
Cartões amarelos: Alê, Saldanha, Marcos Pimentel (Barueri) e Fábio Santos (Vitória)
Cartões vermelhos: 
Gols: Saldanha, Alê (Barueri) e Fábio Santos (Vitória)

Classificação Indicativa: Livre