Esporte

“Não tenho disponibilidade de assumir o clube”, diz Fábio Mota após afastamento de Paulo Carneiro

Dinaldo Silva / BNews

Publicado em 02/09/2021, às 21h10    Dinaldo Silva / BNews    Eliezer Santos

Segundo nome da linha sucessória da presidência do Esporte Clube Vitória, o secretário de Turismo de Salvador e presidente do Conselho deliberativo, Fábio Mota, afirmou que não tem “disponibilidade” para assumir o clube, caso o vice-presidente Luiz Henrique decline de herdar o comando após o afastamento do mandatário Paulo Carneiro nesta quinta-feira (2).

Segundo Mota, o regimento do clube não prevê impedimento para que ele acumulasse, eventualmente, as funções de cartola e secretário municipal.

“Não tenho disponibilidade de assumir o clube. O Vitoria precisa de exclusividade para sair dessa situação. Se ele [o vice-presidente] não assumir, temos que montar uma junta governativa provisoriamente com vários conselheiros”, disse Fábio Mota em entrevista ao programa Galáticos Online, na Itapoan FM, nesta quinta.

Por unanimidade, os 76 conselheiros presentes aprovaram o relatório do Conselho de Ética que apontou “gestão temerária” e decidiram pelo afastamento de Carneiro por 60 dias. A votação teve três abstenções.

Fábio Mota ainda respondeu às declarações de Paulo Carneiro, que o acusou de traição

“Não é porque é da mesma chapa que vou me calar. Se ele achou que eu ia caminhar pela conveniência, ele não poderia esperar isso de mim. Eu sou presidente do Conselho Deliberativo do clube, que é independente. Tenho obrigação de zelar pela independência. Se ser Judas e trair é o mesmo que zelar pelo clube, não sei mais o que são esses adjetivos".

Mota, porém, evitou ampliar ao gestor afastado e disse estar aberto para interlocução com o vice. “O momento não é de fazer caça às bruxas. O Conselho mostrou que está unido, tanto que votou por unanimidade. Luiz Henrique é uma pessoa de bem, respeitada, com boas intenções. Tem todas as condições de, com a ajuda do conselho, ajudar o time”.

Leia mais:Em novo áudio, PC diz que vice-presidente deixa o Vitória com ele em caso de afastamento

Classificação Indicativa: Livre