Geral

Programas de treinamento para a Copa

João Henrique fecha parceria com Associação de Bares e Restaurantes

Publicado em 06/10/2010, às 19h16        Luiz Fernando Lima

O prefeito João Henrique aproveitou o lançamento da logomarca de Salvador para a Copa do Mundo de 2014, para anunciar o fechamento de uma parceria entre a prefeitura e a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel). O projeto denominado “Copa na Mesa” tem o objetivo de qualificar profissionais do segmento de hotéis, bares e restaurantes para melhorar o atendimento com olhos no mundial.

O projeto será levado para todas as cidades-sedes do país. Em Salvador, a estimativa é de que 1200 profissionais do setor sejam treinados até março de 2011. No Brasil, serão 306 mil até o mundial. De acordo com o prefeito, a ideia do programa é transformar bares e restaurantes do país em verdadeiros pontos de informação turística.

“Os estabelecimentosde Salvador vão receber uma mão de obra completamente diferente das que tem hoje, e são os mesmos funcionários só que todos requalificados”, afirmou João Henrique. No entanto, a primeira etapa do programa será destinada aos empresários e gerentes dos estabelecimentos regionais.

Os representantes da Abrasel defendem que este público é formador de opinião e, portanto, composto por multiplicadores. A cartilha do treinamento vai ter informações sobre os principais pontos turísticos da cidade, além de módulos de atendimento e segurança alimentar. “Em Salvador, conseguimos introduzir a história da África no programa”, revelou João Henrique.

Na segunda etapa, o curso será direcionado aos funcionários de bares e restaurantes da cidade. Os autônomos cadastrados serão contemplados na terceira fase do programa.

Outros projetos integram o plano municipal de capacitação da mão de obra para a Copa do Mundo. O Plano Setorial de Qualificação (Planseq) é um deles. Para a sua realização o Ministério do Trabalho Emprego vai destinar apenas para Salvador recursos na ordem de R$ 124 milhões.

De acordo com o coordenador da Copa em Salvador, Leonel Leal, este plano será direcionado para os diversos profissionais que atuarão diretamente durante a Copa. “Serão mais de 150 mil prestadores de serviços capacitados. Entram neste espaço bilheteiros, cobradores, frentistas e motoristas de táxi”, ressalta.  

Vale salientar que o Planseq será realizado em parceria com o Instituto João Havelange que é gerido pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF), mais uma das entidades em que o poder de influência de Ricardo Teixeira é notável.


Classificação Indicativa: Livre