Geral

Trabalhadores realizam manifestação na governadoria

Manifestantes não querem que a Bahia adote o horário de verão. Governador já tomou a decisão

Publicado em 10/10/2011, às 10h01        Alessandro Isabel

Trabalhadores de diversos setores e representantes sindicais estão concentrados em frente à governadoria na manhã desta segunda-feira (10), no Centro Administrativo da Bahia CAB), em Salvador.

Segundo Newton Siqueira, diretor do Sindicatos dos Químicos da Bahia (Sindiquímica), o protesto tem por finalidade tentar sensibilizar o governador do Estado, Jaques Wagner, para rever a decisão de incluir a Bahia no horário de verão, que tem inicio dia 16 de outubro (sábado). “O governador tomou uma decisão unilateral e não pensou nos trabalhadores que irão sair de casa às escuras”, disse o diretor.

Ainda segundo Siqueira “o governador tomou uma decisão arriscada e equivocada, pois deixou de atender aos interesses da população para atender aos interesses comerciais de empresários”. Também fazem presentes na ação representantes da Central Única dos Trabalhadores (CUT) e outros sindicatos.

O governador confirmou no dia 3 de outubro que o estado vai aderir ao horário de verão na temporada 2011-2012. Há oito anos que a Bahia se mantinha de fora da mudança. Jaques Wagner tomou a decisão após estudos  para confirmar as vantagens do estado com a adesão ao horário.

O estudo sinalizou principalmente para desvantagens em relação a horários bancários, de voos e programações nacionais de emissoras de televisão. O levantamento ainda apontou que o sol nasce 45 a 47 minutos mais cedo a partir de 16 de outubro, quando começa a valer a mudança e os baianos também terão de adiantar o relógio em uma hora. O horário de verão vai até o dia 19 de fevereiro de 2012.

Classificação Indicativa: Livre