Geral

Morre historiadora Consuelo Novais Sampaio

Imagem Morre historiadora Consuelo Novais Sampaio

Ela ocupava a cadeira n. 40 da Academia de Letras da Bahia

Publicado em 18/10/2013, às 20h40        Redação Bocão News (Twitter: @bocaonews)

A historiadora e professora aposentada da Universidade Federal da Bahia (UFBA), Consuelo Novais Sampaio, que enfrentava um câncer morreu nesta sexta-feira (18). A cerimônia de cremação será realizada no sábado (19), às 10h, no Cemitério Jardim da Saudade, em Salvador.

Ela foi Diretora do Centro de Memória da Bahia, unidade da Fundação Pedro Calmon, entre 2003 e 2011, tendo coordenado importantes iniciativas de divulgação da história e memória da Bahia, como o Curso Conversando com sua História e o Memorial dos Governadores Republicanos da Bahia. A cremação será sábado (19/10), às 10h, no Cemitério Jardim da Saudade (Brotas).
Consuelo Novais Sampaio formou-se em História pela Universidade do Brasil (1958), fez mestrado na Universidade Federal da Bahia (1973) e na The Johns Hopkins University (1979), doutorado na The Johns Hopkins University (1979). Pós-doutora em História do Brasil República pela Universidade da Califórnia, Consuelo Novais Sampaio é autora de livros como “Canudos: Cartas para o Barão”, “Pinto de Aguiar – Audacioso Inovador”, “O Poder Legislativo da Bahia – Primeira República 1889-1930” e “50 Anos de Urbanização: Salvador da Bahia no Século XIX”. Acumulou ao longo de sua trajetória acadêmica uma série de prêmios em reconhecimento aos trabalhos desenvolvidos. Em 2005, a professora foi vencedora do Prêmio Clarival do Prado Valladares, iniciativa da Organização Odebrecht dedicada a projetos de pesquisa inéditos que tratem de temas referentes à História do Brasil.

Consuelo Novais Sampaio ocupava a cadeira n. 40 da Academia de Letras da Bahia.

Classificação Indicativa: Livre