Geral

Vai ter greve? TRT faz contraproposta a rodoviários e patrões para bater o martelo nesta terça

Divulgação
Proposta foi levada para as diretorias de ambas as partes para definir se paralisação ocorre nesta quarta  |   Bnews - Divulgação Divulgação
Alex Torres

por Alex Torres

[email protected]

Publicado em 27/05/2024, às 15h48 - Atualizado às 16h14



A assembleia realizada nesta segunda-feira (27), na sede do Tribunal Regional do Trabalho (TRT-BA), demonstrou um avanço nas conversas envolvendo o Sindicato dos Rodoviários e os empresários. Um novo encontro acontecerá nesta terça para definir de forma definitiva se aconterá ou não a greve na quarta-feira.

Inscreva-se no canal do BNews no WhatsApp

Inicialmente, a categoria reivindicava um reajuste salarial de 7%, mas, posteriormente, esse valor caiu para 6%. Em contrapartida, os patronais, que antes estavam propondo apenas 2%, subiram a pedida e sugeriram que o reajuste fosse para 2,73%, que também não foi acatado pelos empregados.

Para o Sindicato dos Rodoviários, a proposta feita pelos empresários era considerável inviável, uma vez que o percentual está abaixo da inflação do último ano, que fechou com o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) de 3,16%.

Com o intuito de sanar o impasse, o presidente do Tribunal Regional do Trabalho (TRT), Dr. Jeferson Muricy, fez a seguinte proposta:

- 4% de aumento de salário
- 5% de Aumento no ticket
- Duas manicures para as trabalhadoras custeado pelas empresas
- Representantes do Sindicato, das empresas e do Ministério Público para avaliar o controle de transparência na contabilidade da jornada durante 90 dias, enquanto isso, fica suspenso o sistema de compensação.

A audiência foi suspensa e um novo encontro ficou agendado para esta terça, às 9h. Durante a tarde desta segunda, a comissão de negociação da categoria apresentou a proposta para a diretoria. O representante patronal também levará a proposta do TRT para que os empresários possam avaliar se aceitam ou não a proposta.

Classificação Indicativa: Livre

FacebookTwitterWhatsApp